Páginas

Pesquisar este blog

domingo, 22 de abril de 2018

Autodano

É um dano crítico, uma fatalidade, fim de jogo
Você me machuca nunca sabendo
Eu escondo não querendo

Desconhecedor, seu estado
A meu respeito
Estou ciente, você pretende não estar

Onde antes havia reconhecimento
Agora há ignorância supérflua
Havia esperança, agora é amargura que encontro

Eu não queria sentir esperança
Era fútil
Mas eu a preferiria sobre isso agora

Agora ver você é danoso
Não cumprimentar, machuca
Veja, não me machuque!

O que sinto é que sou incômodo
Eu chateio, me desculpe
Esteja aqui para ouvir

Amor não devia ser tão constrangedor
Eu não devia ser machucado desse jeito
Pensei que você fosse supostamente um cara legal

Mas aqui estou eu
Falando com uma página
Como se ela pudesse, entretanto você pode, me desdanificar
DGAC

terça-feira, 6 de março de 2018

Perguntas?

Estou respirando?
Há rasgos na minha roupa?
Tem um bicho pousado nas minhas costas?
Será que estou gaguejando muito?
Tem meleca no meu nariz?
Minhas frases estão fazendo sentido?
Minha roupa é bonita?
Estou muito suado?
Meu cabelo está desarrumado?
Estou agindo normal?
Estou rígido demais?
Estou mole demais?
Estou natural?
Por quê estou tremendo?
Por quê gaguejo?
Por quê penso tanto?
Aquele ponto no chão é mesmo tão importante?
Por quê não consigo parar de olhar para esse ponto?
É impressão minha ou minhas unhas do pé estão enormes?
Estou errado ou está todo mundo me olhando?
Isso é o que chamam de crise do pânico?
Minha barriga está aparecendo?
Estou fedendo?
Estou bloqueando o caminho de alguém?
Eu deveria mesmo estar aqui?
Eu deveria fazer alguma coisa além de estar aqui?
O que eu preciso dizer agora mesmo?
Eu acabei de dizer alguma coisa sem perceber?
Todo mundo está me achando maluco?
Vou tropeçar e cair se eu me atrever a me mover?
Que erro estou prestes a cometer?
Que erro já cometi?
Estou pensando demais?
E então ele vai embora.

GS

domingo, 25 de fevereiro de 2018

Pabllo e os "Defensores da Boa Música"

Navegando no Facebook, é fácil encontrar algum post atacando a cantora Pabllo Vittar, dizendo que não faz música boa, que é um lixo e outros termos exagerados, o quão mais desrespeitoso melhor. E decidi fazer essa postagem pra explicar minha posição de que isso não advém de zelo musical, mas puramente de homofobia. Às vezes até tentam disfarçar e colocam alguém junto, como Jojo Toddynho, por exemplo, pra fingir que o alvo principal não é apenas a Pabllo. Do meu ponto de vista, esses ataques não tem nada a ver com a música que ela faz, são puramente por ser uma drag queen cantando. Acho que alguns até acreditam que estão criticando ela apenas pela música. Mas fica evidente pelo fato de ela ser a mais criticada que existe um caso de dois pesos e duas medidas, que deixa claro uma visão bitolada da música dela. Existiram vários cantores ruins, músicas ruins, letras ruins, e qualquer combinação de fatores musicais ruins, mas nunca vi ninguém ser tão atacado. Inclusive já houveram terríveis músicas de funk que não são apenas ruins, mas ofensivas, e elas não receberam esse nível de escrutínio. A verdade é que sobre a Pabllo colocam uma lente e analisam tudo dela com muito mais apuro e cuidado do que fazem com outros artistas. Existem muitas músicas sertanejas universitárias que se pode dizer serem ruins, mas nem por isso vejo críticas. Ninguém criticou "Segura o tchan" ou que "o Gleydison rodrigues dá beijinho nas meninas" ou que "ele senta, eu sei que senta", por quê algo que tem letras, não fica repetindo um refrão de quatro frases e não ofende ninguém, por quê logo isso é criticado, quando coisas bem piores não o foram? Não que eu queira que mais pessoas sejam criticadas. Estou falando isso só para demonstrar os dois pesos de que falei. A diferença, como já disse, é que Pabllo é uma drag queen, fato esse que não tem nada a ver com as músicas ou a musicalidade dela. E qual a desculpa que usam para tecer suas críticas? A de que a música dela não tem qualidade. Bom, eu particularmente discordo de que seja totalmente desprovida de qualidade, como eu disse tem coisas bem piores. Claro que o fato de ter coisas piores não torna a música da Pabllo automaticamente melhor, só denota uma perseguição bem específica por parte dos "haters". Mas quanto à qualidade, acredito que não tem tanta importância quanto as pessoas querem apontar. Por que gosto pessoal e qualidade são duas coisas diferentes. Devido a isso, existe o termo em inglês "guilty pleasure" ou prazer culpado, que, ao contrário do nome, não diz respeito a algo de que se tem vergonha de gostar, mas sim de algo que você sabe que não é de boa qualidade mas gosta mesmo assim. Existem músicas de qualidade das quais eu não gosto, músicas ruins de que gosto e músicas boas de que gosto. Agora sou obrigado a só ouvir as músicas boas das quais coincidentemente também gosto? Não, eu quero ouvir as ruins também, pois se eu gosto delas, oras! O que determina se uma pessoa gosta ou não de uma música não é sua qualidade, mas o quanto aquela música combina com o gosto pessoal da pessoa. E apenas às vezes qualidade e gosto pessoal coincidem. Acredito que todos tem músicas ruins de que gostam. E mesmo que não tenham, isso não faz delas melhores do que as outras pessoas. Pode fazer o gosto delas melhor, mas não dá a elas o direito de ser tão condescendentes. Os posts que vejo no Facebook não são nada lisonjeiros a quem posta. Demonstram muita arrogância e prepotência, pois neles as pessoas demonstram achar que são superiores aos outros, que elas sabem diferenciar música boa de música ruim e os outros não. O que não é necessariamente verdade. A verdade pode ser, simplesmente, que as pessoas diferenciam e não se importam, por que a verdade é que não importa mesmo. Às vezes você quer ouvir música pra se sentir bem e pra isso não é a qualidade que importa, mas o gosto pessoal. Agora vou explicar por que acho que não é simples preconceito mas homofobia que move essas pessoas. Preconceito indica algo movido a desconhecimento. Não acho que isso se aplica. A Pabllo é um homem gay que tem como profissão ser uma drag queen cantora. Podia ser um homem heterossexual, é verdade. Mas as pessoas conectam homem vestido de mulher com o mundo gay. Isso vem de ignorância. Mais que isso, ignorância deliberada, que é quando uma pessoa escolhe não saber de uma coisa para poder ter negação plausível, poder ser homofóbica ou misógina ou racista e ter a desculpa de não saber. Bem, ela escolheu não saber, então ela escolheu ser intolerante. Okay, estamos falando de uma ignorância, mas o que importa aqui não é que liguem uma drag queen ao universo gay, mas que através dessa ligação tenham intolerância às pessoas do espectro LGBTQA. Isso é ser homofóbico. Não é preconceito por que não é um desconhecimento que leva à intolerância, a um escrutínio exagerado e a ter medidas diferentes de qualidade e quantidades diferentes de crítica entre os outros cantores e a Pabllo. É o fato de ela estar ligada ao universo gay. Não é um mal entendido. É homofobia mesmo. Talvez (mal) disfarçada, mas homofobia mesmo assim. Nem adianta querer vir citar outros cantores gays de sucesso como Cazuza e Ney Matogrosso. Eles não eram uma subversão tão grande quanto Pabllo. Podia-se ver eles cantando sem necessariamente associá-los ao mundo gay, o que não é possível com Pabllo, uma drag queen. Ainda dizem que a TV, a mídia ou a Globo estão incutindo isso na cabeça dos jovens. Os jovens, essas pobres vítimas inocentes e influenciáveis que não sabem do que gostam ou o que querem. Aí se nota novamente a condescendência. E não apenas com os jovens. Querem dizer que todas as outras pessoas que vêem TV são facilmente influenciáveis, mas elas não. Elas são melhores que isso. Todos gostam do que a TV mostra por que a TV mostra, mas elas não. São as únicas que tem um gosto pessoal independente. Quem gosta de Pabllo só pode ser alguém influenciado pela mídia, então pessoas que não sabem diferenciar música de qualidade ou que tem gosto musical duvidoso. Ao contrário delas, que são o estandarte com o qual se mede o que é audição musical e bom gosto. É uma pena que tal bom gosto, caso exista, só serve para essas pessoas atacarem outras pessoas. A verdade na verdade é o oposto. Por que as pessoas ouvem algo como Pabllo, a TV tem que mostrá-la. Para se manter relevante. É o caso da demanda forçando uma oferta. As pessoas querem Pabllo, e por isso ela tem que ser oferecida. A TV não ia colocar ela lá se não desse audiência e repercussão, coisas que movem a mídia. Portanto, essa visão de que a TV está tentando influenciar as pessoas simplesmente por colocar um artista lá que está fazendo sucesso é não apenas fruto de intolerância, mas também estupidez e/ou ignorância. E demonstra também os pesos e medidas diferentes a que Pabllo é sujeita. Nunca vi dizerem isso de outros artistas de sucesso que aparecem em programas de TV.

quinta-feira, 22 de fevereiro de 2018

A Raiva

Ela me atinge de dentro pra fora
Querendo ser liberta,
Ela me encontraria problemas
Então fortaleço a gaiola com culpa precoce

Ela deseja o sangue de outros
Culpando-os pela minha situação
Ela é feita de inveja e ódio
Ela é magnificente

Eu sou o único oponente dela
E sou o único amigo dela
Eu a segurei e a beijei
E lamento minha perda momentânea de controle

O abraço dela é quente e fofo
É cheio de ódio aquecido
Pintado com as palavras das minhas lágrimas
Eu a toco com minha alma

Por causa dela minha mente se enche
de sonhos de surras em massa e violência gratuita
do desejo inexcusável de machucar
Como se todo o resto que não é eu fosse culpado

Culpando a vida, o mundo, tudo
Tudo é culpado
Tudo deve morrer
Para que a paz possa ser alcançada

Ao invés disso, a paz me escapa
Ela toma o lugar da paz
Se colocando impetuosa no meu centro
Me olhando nos olhos através das barras que coloquei

Às vezes é como se
Tudo que há de mim é ela
Um sentimento que não consigo expurgar
Algo que se tornou eu

Enquanto coloco culpa e falta e desespero
Aos pés de tudo que me rodeia
É tudo sob comando dela
Apesar de eu poder me controlar, ainda sinto

Ela procura meios para ser manifesta
Fazendo de si uma porta para minha escuridão
Areia movediça para o pior em mim
Me imploro para não cair na armadilha

Ela fala de autocomiseração
A voz doce dela prega retribuição
Ela é irracional, feita de espinhos
Espinhos e fogo e perda e beleza

Ela sente tão certa
Como se os feitos dela fossem cumprir a justiça
E ainda eu vejo a verdadeira face dela
Eu sinto cheiro da carnificina

Os gritos da minha prisioneira me abalam
A angústia dela me faz triste
Sou convertido em triste e solitário
E ela é a única a estar aqui

Ela é pregadora de ódio indiscriminado
Professora de todas coisas erradas
E destruidora de mundos, E mesmo assim
Ela é a única que me entende.

quarta-feira, 11 de outubro de 2017

Acordar

Acordar foi tão decepcionante!
O sonho tinha tudo, eu não tenho nada
O sono tirou tudo de mim
Sonhar me trouxe um amor para eu perder
Minha cama vazia cheira à morte
O ato de acordar matou aquele que me amava
Quero que minha mente me sequestre
Posso eu apenas ser feliz em estado de sonho?
É verdade que apenas o cara do sonho quer segurar minha mão?
Ainda sinto seu amor, daquela outra vida
Minha realidade é desprovida daquilo de que os sonhos são feitos
Eu em meus sonhos, me ouça
Vamos fazer um acordo, tu e eu
Eu te dou o real, e você me dá a esperança!

terça-feira, 10 de outubro de 2017

Não Parece Assim

Olho para o meu futuro
Estando onde você também vai estar
Excitação e medo me preenchem
Posso sobreviver?

Para você será nada
Vai parecer nada
Por dentro choro e tremo
Você vai olhar e dizer oi

Não posso viver com você por perto
Não consigo respirar, existir ou pensar
Eu não faço, exerço ou realizo
Um buraco negro sou eu

Estou desejando que nos beijemos
Se não estou desejando cessar de existir
Esta coisa superba
De nós aqui juntos

E ainda assim não nos falamos
É como se só estivéssemos no mesmo lugar
Sem nenhuma conotação real
Não sinto como se fosse assim

Me sinto perdido e você me encontrou
E você nem sabe que fez isso
Você está me dando vida e tirando ela
Ao mesmo tempo

O fato da sua presença
Me faz perdido para jamais ser encontrado
Você está respirando, e falando, e sorrindo, e andando, e se movendo, e piscando
e é tudo em que consigo pensar

Que você é quente, e colorido, e mensurável, e vivo
e alimentado, e brilhante, e impactante, e perfeito
e soberbo e perfeito
E perfeito e perfeito e perfeito

E páre páre páre
Não para
Por que isso nunca para?
Por que o amor não desiste?

Eu sei que estarei aqui e você ali
E temo o que sentirei
E estou entusiasmado por sentir
Estou me contradizendo por você

Como posso não mudar de cor perto de ti?
Como posso não aumentar de tamanho?
Algo devia acontecer
Considerando o que sinto agora

Deveria ser notado
Você percebe meu amor?
É possível esconder?
Não parece ser

O que parece é impossível
Que a vida prossiga normalmente
Depois de tal intenso encontro
E ainda assim isso acontece e perco noção da realidade

Por que a realidade não faz sentido
Não quando não flutuo como um imã até você
Surpreendendo todos em volta
Pela adequada quebra das leis da física

Um milagre deveria nos supercolar em junção
Uma luz deveria nos mostrar o caminho até o outro
Ao invés disso estou apenas aqui nessa padaria
E você está trabalhando como se eu não estivesse

Para você nada está acontecendo
Para mim tudo está
É como sentir a velocidade estonteante do giro da Terra
O queimar radiante do sol

E ainda assim você só sorri e diz oi
Mas seu sorriso
Me queima de dentro pra fora
Me bate me impacta me choca me suporta me destroi

Este lugar não é grande o suficiente para nós dois
O infinito não é grande o bastante para o que sinto
E ainda assim ele não implode
E continua inadequadamente existindo

Pego seu sorriso emprestado
Em minha memória
Para me fazer feliz
Você está aqui e ainda assim preciso pensar em ti

Você olhou pra mim
Achei que iria morrer mas não morri
Meu coração parou
Pode ele não ter verdadeiramente parado?

Penso em cada momento que tivemos
E você?
Minha mente é uma bagunça
Memórias de nós se sobrepõem a elas mesmas

Como posso falar...?
Como se não estivesse em uma crise?
Como se não estivesse no paraíso?
Como se você não estivesse aqui

Mas você está
E posso contradizer como nada mais pode
Posso viver apesar de que deveria viver apenas se
Você estivesse falando comigo agora

Estou aqui não acreditando que simplesmente estou aqui
Você está aqui e como pode simplesmente estar?
Devíamos estar juntos
É isso que devia estar acontecendo

Devíamos estar nos falando
Eu devia estar recebendo seu sorriso
Sua voz devia ser direcionada a mim
Então isto poderia fazer sentido

E ainda assim deixo este lugar
Como se o mundo não tivesse me girado como um vendaval
Como se você não tivesse iluminado minha vida
Deixo e como continuarei a viver a seguir?

Eu estarei lá
Você estará lá
Eu não estarei mais lá
você sentirá falta de mim?

Temo o momento de sair
Sinto o momento de sair
Como se já houvesse acontecido
O momento de viver

O momento em que você estará lá
E o verei
Divago se
Você me verá também
DGAC

Como Se

Você apareceu
como se aparecer fosse nada
como se o maravilhoso pudesse acontecer

Você me pegou de surpresa
Não pude resistir
o que devia ter resistido

Você existe, então me impressiono
Você está aqui, então me surpreendo
Você percebe?

Posso me apaixonar
Mesmo que não devesse
Minhas prioridades estão embaixo de você, como eu queria estar

E o que eu devia fazer
É enterrar isso
e esquecer

Como se fosse possível
Desconetar do sentimento
Me desgrudar dele

Como uma canção que ouvi uma vez disse
Estou preso a você
Ou pelo menos minha mente está

Posso ter um momento com você?
Posso ter uma memória de nós?
Só um pouquinho de açúcar

Só um pouquinho do bom
Só um pouco de pau
Posso ficar ainda mais infame?

Não posso perder nem um pouco mais de controle
De outra maneira minha cabeça estaria debaixo de meus pés
E ao invés disso é abaixo dos seus pés que me encontro

Mas não saiba disso
ou esqueça isso
a não ser que eu possa ter um pouco te você

Por que o maravilhoso toma minha mente? - eu pergunto.
Como você pode ser você...?
E eu sendo eu ainda te esquecer?

Não posso e não vou
Você é um isqueiro estranho
Que queima impossivelmente com uma chama solar

Você é um sonho, um buraco no espaço-tempo
Você é uma solda de ferro agindo no meu coração
Você me impressiona com alegre distração

Me deito por você
Minto por você
E choro por mim

Você é bom demais
Eu sou ruim demais?
Somos neutros então?

Por favor me veja uma vez
Me permita estar em seus pensamentos
Por apenas um segundo

Fale comigo
Deixe sua voz me preencher
Permitindo que algo de ti entre em mim

Ou pare de me impressionar
Apenas pare de ser quem você é
Deixe-me retomar o pouco de mim que resta

Como se você não fosse bom demais
Para ser esquecido
E eu não fosse tão descuidado

E esperança estivesse me deixando
E ver você pudesse não ter significado
Como se...

Guilherme Silva

segunda-feira, 3 de abril de 2017

Chance

Eu sou seu, te pertenço, me pegue
Por favor seu amor não me negue
Eu te amo e preciso te falar
Do fato de que tenho orgulho de te amar

Sou grato por ter te conhecido
Sortudo por com você ter convivido
Pois você me traz felicidade
Mesmo quando temos só amizade

Mas quero poder demonstrar
Meu amor por você e estar
Contigo eternamente, e poder
Para sempre te ter

Pensar em você desperta em mim
Tantas coisas que não tem fim
Tanto desejo e querer
Que até me faz sofrer

Você é tudo para mim
O início, o meio e o fim
E meu amor por você, no fim
É algo que não cabe em mim

Então me dê uma chance
De vivermos um romance
De te fazer feliz
E aí, que me diz?

MVMdS

quarta-feira, 28 de dezembro de 2016

Por Que Não Posso?

Ligue o sistema
Manuseie a válvula
Libere o gás
Para me liberar

Me enjaule
Em veludo psicológico
Minta para mim
Me tire da realidade

Controle meu mundo dos sonhos
Me deixa viver lá
Esquecer a realidade
Por que aqui fora não sou livre

Por que não posso viver engaiolado?
Onde eu posso ser satisfeito
Onde não estou amaldiçoado
Um mundo melhor do que o mundo

Me deita
Droga meu corpo
Hipnotiza minha mente
Me faça acreditar

E então meu amor está aqui
Há algo para mim aqui
Aqui é o meu lugar
Por que é meu próprio mundo

Por que a fantasia não pode ser suficiente?
Uma segunda vida comprada
Uma verdade escondida
Esperança com significado

O novo real para mim
Eu e meu amor
Felicidade merecida
Que a vida me negou

Lá para sempre em meu mundo de sonhos
Apenas eu, meu ego e ilusões
Eu estou vivendo pela primeira vez
É um sonho bonito e eu não quero acordar nunca mais

Mas a realidade se impõe
É negra, escura e má
É o que é, o que eu posso ter
Eu só espero que um dia seja o suficiente
Eu não vou precisar mais sonhar
O sonho vai ter invadido a realidade
Até lá eu sonho

quarta-feira, 17 de fevereiro de 2016

Desnecessariamente Forte, Inutilmente Grande

Não quero escrever, nem preciso
Não estou inspirado, então inspiro
Preciso entender por que estou fazendo isso
Então eu giro, eu me reviro, eu respiro

Não estou escrevendo por arte
Mas por que preciso dizer que amo
Que há uma razão por que meu coração bate
E é por ela essa decisão que eu tomo

Preciso dizer e só um poema pode explicar
Podia cantar, mas isso iria me ofender
Por isso escrita é algo que me forço a tentar
E as rimas tento estender

Pois é fato que bem dentro do meu coração
Existe algo que não pode ser vencido
Essa poesia não fala de uma ficção
Aqui dentro um sentimento é vivido

As palavras vem com força, mas com dificuldade
O papel parece um mar intransponível
Mas preciso homenagear o amor, é necessidade
Por mais que a arte não me esteja disponível

Isso precisa estar registrado
Como uma luz que deixa marcas
Para seus desejos me encontro atado
Por mais que as palavras saiam fracas

Então, sem mais demoras, a tarefa começo
A indócil tarefa de explicar sentimento
Sentimento do qual sou fã confesso
Por mais que só me tenha trazido sofrimento

Não existe um motivo, só sentimento
E a pessoa para o qual este se destina
Não sei por que te amo, mas não lamento
Meu amor me comanda e me domina

Ele me faz sonhar e acreditar no sonho
E sofrer pelo sonho e ter esperança
Nos imagino e sonho que te ganho
E a esperança em meu estômago dança

Nunca perco a vontade de ti
É absurdo e me sinto lisonjeado mesmo assim
Quero te beijar e tocar-te
Que me ame, enfim

Te amo tanto de forma tão espetacular
Que não consigo parar e me conter
Por quê não posso te conquistar?
O que diz que é assim que tem que ser?

É tão forte que mesmo com sono e preguiça
E fome e dor e medos
Não há nada que me impeça
A caneta não sai dos meus dedos

Preciso escrever, terminar, finalizar
Precisa ser algo completo, tanto quanto esse amor
Depois desse amor tanto me escravizar
Te digo que não importa mais a dor

As palavras agora vão descansar, disseram o que vieram dizer
Eu não posso descansar, porém, amar é insano
Mas vou tentar me conter
E ignorar o dano.

Fim

AFdSP