Páginas

Pesquisar este blog

quinta-feira, 29 de setembro de 2011

Qualidade x Gosto Pessoal

Seguinte: eu tenho um amigo que acha que todas as músicas mais lentas são músicas se qualidade nenhuma, porcarias. E tem um outro colega que classifica todos os meus gostos (e todos os gostos de outras pessoas que não são ele) como 'bobagem'. Eu queria esclarecer que generalizar é burrice. Depois do 'pulo'.

segunda-feira, 26 de setembro de 2011

Tese: o amor é uma farsa

Seguinte, eu sei que isso pode ser muuuuito problemático e polêmico e que a grande maioria das pessoas vai discordar até mesmo de pensar sobre isso. Eu sei que quase todo mundo vai pensar que isso é um absurdo. Simplesmente porque parece que sem amor o mundo não tem sentido. E com certeza muita gente é capaz de não entender do que eu vou falar, ainda. E provavelmente muitos terão que ler bastante ainda pra entender. Então clique em "Leia Mais" para ler o resto.

A Fuga

Preciso fugir
Me esconder
Ir para o fundo de algo que não é meu
Pois quando dentro de mim estou num limbo escuro de tripas

Aqui só há escuridão e lâminas
Por isso preciso de ficção
Por isso preciso ir para outros mundos
Viver as outras vidas
Fugir da minha

Afogar as minhas mágoas com vício pelas histórias de outrem
De ver, jogar, ler, cantar...
Assim posso ir mais longe
E suportar (não) viver

Preciso encontrar meus sonhos
Mas enquanto não encontro
Eu só posso me desatar de mim
Me içar numa trama
E me esquecer.

sexta-feira, 23 de setembro de 2011

Recado a Si

Nim
O mundo te esconde
Então force o invólucro o máximo possível
Um dia ele se rasga e se torce e se queima com sua força
E você se liberta de si, dos seus medos mofados de mundo

Nim,
Força, amor
Aposte na sua vitória
Encontre a força que os seus amigos estão depositando no seu coração

Nim...
Nunca mude seu alvo de tentar ser o mais perfeito que puder ser
Nunca viva sua vida como se ela fosse a vida de outra pessoa
Uma pessoa menos corajosa, e menos comprometida consigo

Nim;
Apague a solidão de sua memória
Se faça companhia
Todo mundo só tem a si, afinal de contas
Companhia nunca passou de uma ilusão

Nim,
deve mesmo existir um amor esperando, porque você merece
Porque você faz seu possível para merecer
Você não teme ir pelos caminhos mais difíceis
Mesmo quando ser uma boa pessoa é a pior parte da vida

Nim
Eu sei que você esconde os tormentos
Eu sei que o ciclone fica escondido logo detrás daquela memória vazia de um sonho perdido
Eu sei que você torce para sentir que isso faz sentido
E que estranhamente o amor faria esse sentido inexistente parecer um fato consumado

Nim, viva sua vida
O melhor possível
Nunca se esqueça de si mesmo
Você pode fazer o que você quiser
Porque seu querer é mais forte do que o mundo

Nim.
Não se esqueça que esse é seu nome
Seu nome não é o de outra pessoa.
Porque você é você.
Então se ame.

Confusão

Eu sou tão egoísta
E mesmo assim o amor encontrou um caminho pro meu coração
Eu procurei esse caminho pra tirar o sentimento de lá, não encontrei

Eu sinto o hahahahahahahahaha

Meu coração é o problema
E ele que me mantém vivo
Entendeu a importância?

Olhe minha vida toda
Cada ato dela corrobora esse amor

Eu não posso ignorar o que está me matando
Eu não posso ignorar o que está me deixando vivo

Com você...
Destino sorriu para mim
Olho todos os meus últimos passos
Mas não sei o que fiz pra merecer algo tão bom
Sem você...
Sou ninguém
Um ninguém vazio por dentro, perto do nada e ladeado por lugar nenhum

O único defeito seu não é você
Seu defeito são os problemas que enfrenta
Seu defeito é o mundo
O mundo está errado, você é o certo

Se eu fosse um barco
Ficaria indeciso se
Você é uma tempestade
Ou você é âncora

Amor:
Esse lugar é o limite
Entre valentes e ventriloquismo de vida

Ah, quer saber?
Me mata logo de uma vez
Ignore todas as disposições em contrário que existam dentro de mim.

MVMdS

Se Me Afasto Congelo, Se Me aproximo Me Queimo

Quando me afasto, congelo
Quando me aproximo, me queimo
Posição do sol em relação à Terra
E a minha posição em relação a você

Obscuridade
Uma sombra que é você
Como uma lua em frente a meus olhos
Dominando toda a minha mente

Compartilhamos a vida das pessoas próximas a nós
E a sua é um veneno calcitrante para mim
Pois invejo os momentos que me contas
Com outras pessoas que queria ser eu

Quando me afasto meu interior congela
A caverna congelada de meus domínios
A perdição da vontade de ter vontades

Não ter
Apesar de ser a nossa condição como humanos em relação a tudo
A sensação de não ter você sufoca
Não ter quando estamos perto
Não ter quando não te tenho ao meu alcance

E por mais que esteja ao meu alcance
Nunca te alcanço

Médio
Esse é o meu lugar
Preso
Dolorido
Descalço sobre um carvão e cercado por cacos de vidro

Não posso me afastar
É dolorido demais
Não posso chegar mais perto
Você não permite
Não posso te obrigar
Não é justo ou válido

Não posso ficar aqui
É dolorido demais
Não posso me afastar um pouco
Não consigo

Tudo dói
Estou num lugar que só comporta dor

Apesar do leve brilho de sua presença em mim e comigo
Apesar da leve esperança que sacaneia meus quereres

Então só posso girar e girar em volta
Esperando que a gravidade de um de nós nos una
Esperando o fim (o começo)

MVMdS

quarta-feira, 21 de setembro de 2011

Inexplicável

Inexplicável
Só podia ser esse o nome da poesia
Pois só essa palavra pode explicar
Essa, que é fuga da explicação

Nada mais faz me sentir desse jeito
Com você me sinto eu mesmo
Com você eu sinto que Deus existe
Que sou um ser vivo

É como se eu estivesse com um anjo
Olho pra baixo pra ter certeza mesmo que é chão e não nuvens

É energia
É a felicidade
E eu só preciso da proximidade

Você é a única pessoa
A única coisa
O único ser
Você é o meu amor

É a pessoa que espero sempre estar comigo
Pois sei que um dia as pessoas morrem
Mas eu e você temos muito tempo
Tempo que sem você não fará sentido

Tirem meu coração
Provavelmente
Milagrosamente
Seu nome vai estar marcado a ferro nele

Eu sou um ser humano
Mas sem você me sinto uma pedra

Você é a única coisa que faz sentido
Eu amo cada segundo com você
E amaria mesmo que esses segundos fossem no fim do mundo

Estar contigo
Me abstrai do mundo e me coloca em mim mesmo
E me faz meu dono E te faz meu dono

E me faz acordar
Como se todo o resto do tempo eu estivesse dormindo
Como se o resto do tempo eu ainda não tivesse nascido

Essa faísca se prolonga

É como se faltasse algo
Você é esse algo
Perto de mim
Entra aqui e me liga

E meu coração bate
E meus olhos vêem
E eu suspiro
E eu tenho audição
E o resto do mundo...?
Peraí, o que eu quis dizer com "resto do mundo", mesmo?
Difícil lembrar

Você ativa a parte de Deus no meu interior
Não sei se amor é a palavra
Mas deve ser
Só sei que isso parece estar acima da humanidade e suas concepções

Fica perto de mim Fica comigo
É assim que deve ser.

domingo, 18 de setembro de 2011

Eu te Amo

Estou aqui perto da felicidade
Meus ossos queimam-rangem
Antecipação incendiária
Ansiedade inflamatória crônica

A mente puxa os sonhos da memória
O medo domina
Felicidade também dói
No caso, quase-felicidade

Eu te amo
Preciso dizer
Eu te amo
Repito o escrever
O refrão tem que terminar com
Eu te amo

Esperei você aparecer e vir
E sabia e você veio
E eu não esperava
Que ter o que quero fosse me moer

Estou cansado de conjugar morrer
Quero agora ser o poeta do amor
Eu creio em ser só uma questão de tempo
Porque eu te amo, Marcos
Não consigo parar de escrever

Desaguando de mim como água
A sinceridade não pode ser contida
Nem o meu amor
Esperei tanto por poder te dizer
Agora a oportunidade que não vem é infernal
Não menos que infernal

Eu te amo
Queria poder dizer isso melhor
Posso te mostrar
E posso escrever
Mas meu melhor não descreve

Se você não me amar
Eu estarei perdido no sol
Jogado na incandescência do meu amor

Esperança
Se acabar será meu fim
E eu desistirei de tudo
E me atirarei na desgraça
E desistirei do meu corpo, minha arte, meu bem-estar... de mim
Desculpe jogar isso assim desse jeito
Mas não tenho escapatória

Preso na armadilha do amor
Eu te amo!
E sim, eu acho que é recíproco
Talvez simplesmente por esperar ser
Gerúndio dolorido da ignorância

Te encontro de novo
Destino
Sonho? Ilusão?
Não há escapatória

Meu coração é algodão doce
Fico suspirando como pneu furando
Lânguido como corda
Coração acelerado como um beija-flor biônico

Eu te amo
Nada mais a dizer
Nada mais que eu possa, queira ou saiba dizer

Te espero
Felicidade vindoura
Preparado
Te amo
E mais ninguém
Não creio em amores múltiplos
Se eu te amo
Você deve me amar
Porque eu, ah, eu... Eu te amo? Sim, eu te amo!

MVMdS

sábado, 17 de setembro de 2011

Obrigado

Acho que nunca fiz isso
Mas obrigado pelo meu dom
Esse que a mim parece arte
Esse que eu chamo criatividade
(Esse que a maioria não valoriza
E que nunca me trouxe muito)
Mas obrigado...
Sem ele não sei como faria

E obrigado pelas decepções amorosas
Que me ensinaram muito
(Agora chega Prefiro ser feliz do que aprender)
E obrigado pelas alegrias do sexo no amor não-correspondido

Obrigado,
por todos os bens materiais

Na verdade obrigado
Por tudo que me permitiu ser quem sou hoje
E eu me amo
(Faça outros amarem também!)

Obrigado...
Pelos bons amigos
Pelas boas pessoas
E tantos bons momentos

Obrigado
Por me permitir conhecer
E conhecer mais e mais
Tantas coisas...

Obrigado porque
A despeito da minha falta de encaixe
As coisas sempre foram indo suportáveis
(Embora eu já tenha perdido o suporte várias vezes
Desculpe por ser fraco)
Mas obrigado por ser forte
(Apesar de que ser forte me fez suportar o que eu não queria)

Obrigado por eu amar
E obrigado por eu ser amado
Pelos familiares
Pelos amigos (se eu sou amado)
(Por outros?)

Então me ame, vida
Porque eu definitivamente
Amo muito em você
E posso te amar

Crise

Não agüento mais a distância.
Sim, entre eu e o que eu amo.
Não quero mais isso.
Sim, esse sentimento de perda.

Sempre que estou próximo do que eu quero.
Nunca a maré continua, e o que quero se afasta.

Se eu for viver assim pra sempre sem amor.
Eu não vou mais querer viver.
Eu vou preferir morrer logo depois de minha mãe.
Eu não ia suportar fazê-la sofrer pela minha morte.
Mas eu ir depois dela é válido.
Eu não ir pra um futuro de reciprocidade é um bom motivo.

Pare de me torturar, eu interior.
Continue as linhas boas de pensamento.

Eu não quero viver mais sentindo isso.
Desejo parar de ver os outros felizes em romance.
Não quero ficar vendo as pessoas que não posso ter.
Quero entender porque elas se afastam.
Não desejo mais ser o único não-namorável.

Dor que me faz ver o túnel pós-morte como um benefício.
Amor que me faz imaginar o que eu poderia ser.
Destruição do meu ser devido ao tormento de passar vontade atoa.
Vida, me ajude!

Poema de Alguém para Mim

Oi amor,
Sim, amor; sim, eu te amo
E amo tanto que...
talvez seu amor não seja páreo

Se eu fosse escolher alguém para amar
E você não surgisse
Isso seria uma desgraça
Seria como eu perder minha vida
Por isso te escolho

Me ame, por favor!
Ou eu vou ser um pária em minha vida
Me escolha
E eu vou te afogar em felicidade
Você não vai compreender tanto amor
Mas sentir isso vai te fazer viver tanto!

Me ame, óh me ame, me ame
Porque viver sem você é...
apague essa frase
Uma aberração dessas não tem que existir

A única suposição que suporto é se você não me buscar
Porque aí eu que vou te procurar
E te encontrar
Nem que eu tenha que abrir o mundo com uma espátula

Você é meu coração
Você é o sonho que meus sonhos sonham
Você é a beleza do meu amor
Você é a vida de minha alma
Você é o motivo de Deus ter me descido à Terra
Você é o corpo que eu vejo ao pensar em sexo
Você é tudo que eu posso sentir de bom

Simplesmente...

...Você é.

sexta-feira, 16 de setembro de 2011

Deixa

Se enfrentar os medos...
Aceitar ser diferente (só um pouco)...
Se jogar!
(Sua felicidade não é mais importante do que você mesmo? A minha é!)

Eu posso te fazer a pessoa mais feliz do mundo, prometo
Basta me amar
Sei que não se escolhe quem se ama
Mas se aí dentro existe essa possibilidade...

Sou do tipo idealista que crê em perfeição
Inocente que ama com todo o coração
Insensato que amplifica a emoção
Doido que sacrifica tudo pelo amor, essa sensação

Sou fiel, fofo, feliz
Do tipo que investe de verdade pra dar certo
Do jeito sexual, em que tudo é válido

Sou pra casar
Mas não sou piegas
Pelo menos... quase nunca

Eu sou o que você pediu a Deus
É pena pra você me perder
Perder a possibilidade

Sou menos vazio
...mais envolvido
...menos insinceridade
...mais ação

E mais verdade

Amo mesmo! Pra valer!

Sou perfeito para amar
Nasci pra namorar
Nasci pra casar

Sou a pessoa pra isso

Então deixa
Deixa isso acontecer
Se permita
Esse poema é a sua deixa.

Não Ouse

Sabe o que eu tenho aqui dentro?
Paredes
As piores de todas
Paredes imateriais

Eu queria tirar o hímen
A membrana que me protege
O instinto de auto-proteção
Essa coisa que sempre me força a recuar

A coisa em minha mente que diz
Essas pessoas são desconhecidas, não fale
Essas são outras pessoas, não pague mico
Esse é o mundo, não dance

Ignorar os avisos de páre
Pular do precipício
Ele é imaterial, não vou morrer

Eu quero me livrar de mim
Pra poder ser eu mesmo
Me livrar da minha vigilância constante

E mesmo que uma parte do meu cérebro seja arrancada no processo
Se esse vírus invisível for tirado, vale a pena
E eu parar de me preocupar com regras advindas do puro nada

Eu lutei tanto
Eu avancei
Eu ainda estou preso numa piscina de amido
Expandida, mas ainda enjaulante

Não converse com estranhos!
Não seja expansivo!
Não tente sensualizar em público!
Não desgoste das músicas que todos gostam!
Não viva!

E eu compro a idéia...
...sem querer...

quinta-feira, 15 de setembro de 2011

quarta-feira, 14 de setembro de 2011

Mundo Insensato Demais,

O mundo não é justo
O mundo não é natural
E pende para os maus

(Você) fez tudo de ruim comigo
(Você) sempre engana todos
Mas (você) está bem e feliz
E eu esperneio meu choro

Eu mereço! tudo de bom
E eu não tenho
Como posso ter esperança assim?
Quando sofro sem sentido

Desculpa duvidar do sistema de funcionamento do mundo!
Mas é claro...
Entre eu tentar ser bom
E (ele) tentar não ser pêgo
Existe uma lógica quebrada
Que me faz triste e a (ele) feliz

(Ele) só sabe fazer mal
Eu só tento fazer bem
Isso só me faz mal

Qual é o seu problema comigo, vida?
Eu devia ser maligno?

Então coloquemos assim:
com a vida de quem eu tenho que foder pra merecer ser feliz?

terça-feira, 13 de setembro de 2011

Goodbye, é o Fim

Tentar e cair todas essas milhas
É triste
Eu quis tanto
Meus sonhos me levaram alto com eles
E tombos altos machucam mais

E eu tentei, só queria ser feliz
Nós dois éramos bem um com o outro
Se você pudesse me amar...
tudo teria sido perfeito

Eu vi esse céu azul e me estiquei
Ninguém sabe como é
Estar perto do paraíso, se esticar
E quase alcançá-lo
E por mais que eu me mexa
Não fiquei nem um pouco mais perto
Por um dedo de distância

Você e eu fomos tudo e mais pra mim
Eu te faria feliz e você nunca foi
E você fez isso passar
Matou meu amor

Eu te amo!
Mas eu estou morto
Você pisou no meu amor
E ele era o que havia de melhor no mundo destinado a você

E ignorou, fez pouco caso
Se traiu
Não respeitou
E era lindo
Agora perdeu

Eu não quero dizer "tchau"
Meus sonhos, suas possibilidades
Talvez o problema seja o medo
Ou entendi errado

Meu amor real e único

Por quê isso se faz?
Mostrar algo tão bom que se morre por não ter
E tirar da vista?

Não precisa torturar, destino
Chutar humano morto
Eu era mais feliz sem saber que podia ser feliz
Eu era um cordeirinho conformado com o nada

Eu vi tanta felicidade
Mas tanta!
Tanta!
Que só a dor pode preencher o vazio deixado por ela

E é isso.
O fim da minha felicidade e/ou possibilidade dela

Lados

Lado dos que pela arte perecem
Lado dos que por sexo se diferenciam
Lado dos inteligentes renegados

Excluído

Diferente

Único?

Não se encaixando nunca
Buscando algo mais que
ser um alien

Sempre procurando
Descobrir o que temos em comum
Eu e todas as outras pessoas do mundo

Membro das minorias
Medo de mim mesmo
Mais ainda sou, e tento ser,
Eu mesmo
Mesmo que isso seja ruim

Difícil
Não fazer parte
Parte pródiga do Lego

O que deveria me fazer melhor
          Diferença
Só me torna miserável

Esse
É o lado que me foi dado
Lado nublado
O lado escuro dos sentimentos das pessoas

As Pessoas

Ah, ver todas essas pessoas à minha volta
Tantas possibilidades!
Namoros, amizades
E EU SOU SÓ MOTIVO DE PIADA PRA ELAS!

Como? Como pode ser isso...?
Tendo vergonha de ser quistas por mim
De poder ser minhas

Eu sou igual a elas em tanto!
Há tanto em mim!
Mas elas só vêem o que querem ver
Todo o resto é jogado no lixo
É como se eu não tivesse dignidade

Eu sei o que eu quero.
Sei muito bem.
Quem mais pode dizer isso?
Poucas pessoas.

Uma chance linda
De uma chance, é só o que preciso
Uma chance, pessoas!!!

Vingança

Então,
Ir contra a norma te assusta?
E ser você mesmo é muito arriscado?
Então se foda e morra com uma lança enfiada goela abaixo
Você merece isso

Lute pelo que você sente
Não se acomode no lugar que lhe foi dado
Esse lugar mesmo arrumado por seus amigos e família
Esse cômodo lugar onde só trouxas ficam

Você odeia ser confundido com quem você é de verdade
Ama o personagem
E vive na mentira que criaram pra ti, que conveniente!
Pois isso é queimar no inferno em vida, e você tem direito a isso

Negue a si mesmo
Negando assim o que você foi criado sendo
Negando a própria vida que lhe foi dada
E quando o fim vier, o fim virá mesmo
As lembranças que restarão não serão você

Engane todo mundo
Faça crerem
Mas se descobrirem, ah, se descobrirem...
O clima muda para sangue e tripas com possibilidade de atropelamentos pela manhã
Ou seja, muita rejeição

E por que você deveria se importar?
Eles amam o que você finge ser, o personagem
Eles não te amam
É importante porque é mais fácil?
Então é um covarde e entrou em contato com sua autonegação interior

Esconda, esconda-se, esconda-se
No fundo de seu peito
Não deixe sair
Deixe o sangue correr das feridas que serão abertas
Corra pra não enfrentar a exposição
Perca seus sonhos, perca sua força de vontade
E então simule uma que seja bem aceita
Terá muita felicidade, mas muito sofrimento

Coma todo o lodo ferroso das palavras que te ferirem
Porque elas são dirigidas a você de verdade, não ao personagem
Engula a farsa cada dia mais, até ela se tornar real
Mas não se engane, pois real nunca será

Acredite no que sua mente vai dizer a seu coração dia após dia
E então viva essa fé inabalável que vai te levar até o limite
E esse limite não vai suportar
Vai destruir sua vida e talvez a de outros
Mas o problema é seu e não rirei de algo tão patético

Se humilhe por facilidade
Dê a face para que o medo volte para te morder por trás
A face da inverdade
O medo da incapacidade de compreensão

Mas é bom saber que é se aliar ao inimigo
Finja que é bom o suficiente para quem só aceita um lado
Tente esquecer que não existe bom o suficiente
Tenho certeza que conseguira e terá uma bela vida pública...
e uma terrível solidão particular
Crescente
Dormente aos olhos do personagem
Mas viva e pulsante e massacrante
Vai roubar sua vida até só restar um seco, vazio e torto personagem
A mentira vai ruir e os seus medos vão cair na balança

Não estou te agourando nem nada
É que num corpo não cabem duas pessoas

Faça o que você não quer fazer
Estará se dividindo em dois
E uma hora isso vai explodir você em mil pedacinhos
E cada pequeno pedaço do passado vai refletir nas mentes dos seus amigos
Revelando ambas as verdades de sua vida

Não faça o que quer
Faça só o aceitável pelas regras criadas por outros que não são você
Esses outros que não tem o que você tem dentro de si
Você irá invejar a grama alheia
Salivará pelo que alguém mais corajoso tem

Então tenha mesmo medo
Mas não medo de ser o diferente
Todo mundo tem coisas iguais e diferentes em sua composição
Se você tem algo que não agrada a outrem
Não esconda isso
Não, por favor, pelo amor de Deus, não aperte isso dentro de você numa masmorra escura
Lute, brigue feio
Ponha o futuro em jogo
Não se quebre em mil pedaços
Tentando entortar sua alma para dar a forma que você quer
Tentando encontrar uma brecha num lugar no mundo
Que não te aceita
Pode ser fácil entrar fingindo
Mas é impossível continuar vivo quando todos querem te matar
Pois lembrando que mata-se o ator, mata-se o personagem
Por isso com o tempo até a farsa se tornará vidro fosco
Por que não entrar à força?
Você não é o bonzão?
Ou é só um covarde?

Então arda na sua mentira
Queime sua língua com a pimenta de suas próprias palavras que vão ferir o ser encolhido nos profundos de seu coração
Asse o pão da sua derrota no forno dos seus atos medíocres cheios de idéias vindas de mentes que não te querem

Enquanto isso
Toda sua vida será perdida

A Máquina Quebrada

Eu sou uma máquina quebrada, difícil de ser consertada e desabilitada de funcionar corretamente

O fato de eu ser humano
Parece não ser notado por ninguém
Ou o fato de aqui haverem sentimentos

Sou invisível
Um ser não notado
E ainda assim igual
Mas parecem não perceber

E eu quebrei
Impossibilitado de demonstrar
O medo da parede do ódio
Temor do não, com tensão

Não sei quê acontece...
Meu display é de felicidade
Mesmo que eu não seja!

Quebrado!
O setor de relações sociais
Só processo pré-rejeição imaginária
E temo, temo, temo

Me afasto
E perco a capacidade da fala
Quebrado, repito repentinamente
Incapaz de crer que posso ser gostado

Meu egoísmo não evita que eu me sinta inferior #CoisaEstranha

Porquê eu amo tantas pessoas
E ninguém me ama?
E por quê eu nunca demonstro ser infeliz?
{[(Medo, tenho medo de nunca ter correspondência de alguém)]}
E eu tento mais e mais
O meu máximo
Mas ninguém chega em mim!
Ninguém pensa em mim!
Eu sou ninguém pra todo mundo
Não se fala sobre mim
Nem pra falar mal
Tem pessoas que eu considero tão importantes!
Provavelmente todo mundo que eu amo e gosto, eu amo e gosto de cada um mais do que eles me amam.
Meu erro é amar verdadeiramente?
Meu erro é ser amigo mesmo?
E quando me olhar
ver só um espaço vazio é normal?
Talvez eu devêsse crer no que parece ser o consenso geral:
eu sou assexuado...
Mesmo que eu queime por dentro!
Me ignoram sempre e eternamente
Eu sou um fantasma, mas estou vivo, droga!
Tanto tempo já passou. Tanta chuva. Tanta lama.
A bonança é só um mito?
Eu detesto estar quebrado e não conseguir ser uma pessoa legal
Mas eu não desisto, e isso é horrível
Minha máquina quebrada perdeu o freio
E vai batendo nas paredes
E eu evito? Não consigo. Não me controlo
E eu choro, Já chorei tanto!
O vazio aqui dentro cresce e me suga
Me ame
Ou me diga não, porra!
Mas não me deixa ficar divagando!
Há vagas para meu conserto!
Então poderei viver e me sentir vivo
Mas agora só me sinto triste.

domingo, 11 de setembro de 2011

PORQUE


Deus, por favor apaga essa minha existência
Sou indigno da coisa chamada vida
Mas não quero fazer ninguém sofrer
Ninguém sofrer por minha falta

Não quero morrer
Quero o melhor pra minha mãe
E a única saída pra mim

Então faz
Faz com que eu nunca tenha existido
Apaga esse ser que eu sou
Volta no tempo e não cria
a minha alma

Porque eu não sei porque eu existo
Porque eu não sei porque estou aqui
Porque eu não me encaixo
Porque eu não sou capaz de ter amor (e assim fico quebrado)
(Ou porque eu não fui criado pra isso
Então fui criado pra sofrer?)

Me diz
Já pedi tantas vezes explicações
E recebi silêncio
(Ou eu não soube ouvir)

Eu só sirvo pra sofrer
Eu só sirvo pra sofrer e escrever sobre isso
E é isso que tenho feito

Mas eu trocaria tudo pra ter um amor retribuído

Então me apaga
Porque considerando os outros sofrimentos que existem no mundo e o meu
eu não tenho direito de ser infeliz
Mas eu sou. E pra sempre tenho sido.

Então faz eu nunca ter nascido, se possível
Seria melhor pra todo mundo
É sério
Porque eu não sei mais o que fazer
Porque eu não agüento mais isso
Porque estou cansado
De lutar contra o que faz mal dentro de mim
Tão cansado!
Eu não quero ficar de pé de novo
E acreditar na minha mentira de que
tudo vai dar certo
Não, de novo, não!

Então faz
Você sabe que é o certo na minha cabeça
Ignora toda a esperança aqui em mim
E a menos que eu mereça o que eu quero logo
Some comigo daqui.

Não morte
Não dor
Simplesmente inexistência
Simplesmente...
Paz.

quinta-feira, 8 de setembro de 2011

Mãe...!


Mãe
Algo que eu sempre quis
E tive sem pedir
Incrível ganhar um presente tão grande sem nem me esforçar!

A palavra que em si traz vida
Criatura dona do mundo
Pois sem ela não existiria humanidade
O ser que torna possibilidades em pessoas

Mãe
Amor
Como separar dois conceitos que nasceram juntos?

Nascer
Criar
Como artista crio
Por isso amo aquela que faz nascer

Ah, e como amo!
Só por ela posso amar
Porque por ela pude existir

Mamãe
É impossível ser bom o bastante pra ela
E mesmo assim...
Pra ela sou mais do que bom (como pode?!)

Por isso o mínimo
Que posso fazer
Pra honrar esse amor
Essa força divina
É dizer que te amo
E, então...
Ser o melhor que eu puder ser.

Ah, mãe!

Scribd e o fantasma da casa

O Fantasma da Casa no scribd!

terça-feira, 6 de setembro de 2011

Azul

Olhando o céu azul
Pude notar a beleza dele refletida
Que em meus olhos se repetia o céu do sul
Tão belo como a vida

Algo capaz de refletir
Não será capaz de criar?
Sim, criar um paraíso para ir
É o dom da vida clarear

Temos essa habilidade
No fundo de nossos corações
Sabemos dessa verdadfe
Não precisamos de orações
Em nenhuma idade
Ou cidade
E nada de sermões
Que expliquem a leviandade
De nossas ações
Somos pura igualdade

O que em nossos olhares reflete a aurora
Ou talvez detrás dos olhares
Se esconda a verdade da Criação

Refletindo os mares
A qualquer hora
Me transporto a esses lares
Lares de águas saltando pra fora

A paz e a força divina marítima me invadem
E me fazem duvidar da incapacidade que tenho
É isso que os bens da natureza fazem
Mas eu também sou natureza
Tudo feito das mesmas partículas que por aí jazem
Que beleza!

Como parte desse todo giantesco
Não podemos modificá-lo pro nosso bem?
Pois uma parte diferente torna tudo diferente
Nada disso nos é indiferente
No mundo nada há de vilanesco
Pois podemos ir além
Podemos escolher e fazer o nosso bem

Mesmo que seja difícil acreditar
Que tudo nos faça querer parar
Ainda podemos fitar
O mar, o ar
O céu e o cantar
Sentir nosso bem estar
Buscar
O amar

Vivemos pra tentar
Mesmo sem precisar
Apesar do desacreditar
Ainda, o que queremos
Pelo que vivemos
E entendemos que além do leste, do oeste, do norte e do sul
Há a nossa crença, cremos
Que dentro de nós e em nosso fim nos espera um céu azul.

Você é Mau. E eu te Quero

Você me destruiu
Drogou com sonhos
Queimou com sexo
E eu te amando

Eu quero seu amor
Mas sexo serve pra mim
Eu creio que você pode
Então tente me amar

Tudo que você fez
Você me fez sucumbir
A cobra me mordeu
E o veneno vicia

Como se livrar de algo terrível...?
Quando é o que mais se quer?
Me coma
Me foda
Ou eu vou precisar de terapia

Eu não sei viver
E você me anestesia disso

Me maltratou
Destratou meu ego
Que sobreviveu por pouco
E eu te amo

Vê que esse amor não morre?
Sou seu
Mesmo que me matasse
Talvez isso seja doentio

Mas...
talvez...
eu tenho esperança...
vai deixar de ser mau.

E me amar.

Então tente.

AFdSP
MVMdS