Páginas

Pesquisar este blog

sexta-feira, 13 de julho de 2012

vOcÊ e eU

Você esteve aqui
Eu sou grato por isso
Todo o amor que eu sinto Eu quis Eu quero

Eu só posso lembrar e lembrando eu vivo
E me sinto te sentindo
E me sinto, te sentindo

Não minto
Te quero, mas não preciso
Pois te tive, e isso pode ter sido finito
Mas a satisfação prossegue em minha órbita
Meu ciclo contigo pode ter tido um fim, mas não foi um fim
Você sempre existirá aqui e o que somos um para o outro é fato

Eu só posso e eu só preciso
Agradecer
Por que te tive, por que aconteceu, e agora eu posso lembrar
(eu tenho o que lembrar)

Eu pude pedir
E eu tive
Não, não é passado
Eu tenho
Aqui dentro
O mundo não apagará nós dois
Eu não deixarei que nós dois deixe de existir
Eu te amo

Foi mágico
Preciso deixar de pensar temporalmente:
É mágico
Sim, É mágico

É fantástico
É incrível
É fenomenal
A dor imensa que me fez querer destruir o mundo
Não é nada perto da recompensa de ser
A recompensa de ser aquele que compartilhou aqueles momentos com você
E eu agradeço a tudo que teve mérito por levar-nos um ao outro!

Não importa o agora, na verdade nada importa
O que importa é o que minhas lembranças me contam (E que eu nunca as perca)
O que importa é que devo estar em suas lembranças
O que importa é que, mesmo sem lembrar, fatos são verdades
e na fita magnética onde a história é gravada eu e você existimos em algum momento como nós

O que importa é meu nome, minha identidade, meu DNA
Atrelado a você, sua identidade, seu DNA, sua forma, o conceito de você
Em algum lugar
Não importa se passado, presente, não importa onde
E o como é amoroso.

Importa que outras pessoas tenham presenciado, a mim importa
Mas menos do que importa o fato de que a verdade é que existe nós
Mesmo que no passado, existe
E aqui em mim existe em todos os tempos

Sempre te amarei.
E eu sou grato e orgulhoso do meu amor.
INCONDICIONALMENTE.

AFdSP

A Hipocrisia do Povo Brasileiro

Eu tive a idéia para essa postagem ao ver exemplos óbvios de como o povo tem um moralismo exacerbado, que acaba fazendo com que deixem até mesmo de notar coisas básicas. E o único motivo que posso pensar para esse comportamento é que as pessoas gostam de acreditar que estão certas, para isso elas tem que acreditar que são boas pessoas, e para isso elas criam padrões morais ridicularmente altos e irreais. Mais do que isso, o baixo nível de instrução da população geral faz com que as pessoas não tenham a capacidade de pensamento em um nível profundo, colocando a culpa das mazelas sociais em locais que, embora óbvios, não são os reais. Eu só posso dar exemplos, já que foram esses exemplos que me levaram a essa reflexão. Mas os meus exemplos são apenas uma amostra. Eu prefiro que as pessoas tomem eles como base e façam suas próprias reflexões a respeito desse assunto.
E o primeiro lugar onde eu vi um uso indevido de moral exacerbada é com relação às novelas das 21hs. Eu já li comentários hediondos sobre como determinada novela é ruim simplesmente por mostrar personagens com padrões éticos baixos. Pior do que isso, culpam essas obras pelos defeitos na sociedade. O que é um completo absurdo. Até por que a novela das 21 é para adultos, até a classificação indicativa dela diz isso. E se supõe que adultos saibam o que é certo e errado e não sejam influenciados por uma simples novela. Mais do isso, a novela mostra a realidade e infelizmente a realidade é essa às vezes. Mais do que isso ainda, obras dramáticas dependem de conflitos, mesmo que irreais. E o que importa é a qualidade do drama. Ninguém deveria se importar com ideais éticos na ficção. Isso equivale a uma censura. E uma desnecessária, que pode fazer com que as obras fiquem muito mais sem-graça. Eu entendo as obras escapistas, que mostram um mundo perfeito, onde queríamos estar. Mas uma obra escapista pode ser uma obra cheia de coisas terríveis também, que permite que vivamos as experiências sem precisar passar por experiências ruins. Mais ou menos como um filme de terror. Na verdade uma obra com maldades pode fazer mais bem do que mal. Todos tem impulsos ruins e poder dar vazão a eles através de um personagem ao invés de na vida real é uma coisa boa. É a mesma coisa com as críticas aos games violentos que, antes de promover a violência, permitem que descontemos nossa raiva guardada num ambiente virtual e não em alguém, do mesmo modo que num ambiente controlado praticando boxe ou karate. E, devo dizer, algumas pessoas realmente precisam dar vazão a esses sentimentos, por que essas pessoas são por natureza predispostas a ter emoções ruins. Mas fugi do assunto, que é o ridículo de querer censurar uma obra para adultos e culpá-la por coisas além de sua capacidade.

sexta-feira, 6 de julho de 2012

Complicado

Quem diria?
Eu nunca diria
Eu te querer tanto

Eu podia dizer que és uma pessoa gorda
Que gosto é do teu irmão
E nunca me interessaria
E então o falado perde o significado

Eu te quero
Queima, queima, queima!
Essa sensação de que por ter amizade
É direito ter mais
Essa idiotice

Me pegue, me tenha
Te quero, me sufoco

Amizade
Será que consigo?
Quero meu tesão incorporado em você

Quero meu tato sentindo o que só você tem a oferecer
E seu gosto
E seu corpo
Seu corpo, seu corpo, seu corpo

Te quero, quero tanto, quero muito
quero mais do que demonstra a ideia que você está tendo em sua mente agora

Eu quero muito
E é complicado,
por que amizade se coloca entre

E então...
Não quero te perder
Mas também não quero perder a oportunidade de te ter.
Como faz?
comofas
LGAC