Páginas

Pesquisar este blog

domingo, 25 de outubro de 2015

Me Afoga

Me afogando nos seus olhos de parente
Me prendendo nos seus braços de primo
Não culpado, não em paz
Apenas tentando uma homenagem a alguém que merece
Apenas escrevendo um marco de um sentimento que importou
Eu me escondo por trás de olhos fechados
Tento distanciar a dor de sua distância
Alcançar seus braços na minha imaginação
Eles são fluidos, dobram em volta de mim, cobras
Eu giro, um peão
Eu vivo nas piscinas nos seus olhos
Eu floresço no feitiço da sua presença

A pessoa que sou eu pode controlar tudo com meu encantamento
Com seu nome que está na ponta da minha língua
Uma palavra mágica, sexy, indutora de ciúmes
Um nome pertencente a uma imagem divina
Uma imagem que aumenta o nível no mundo quando se fala em perfeição
Um mundo que não deveria ser capaz de te manter sem autodestruir
Um você que eu amo
Um amor em que eu afogo
Um eu que pensa em você
Um pensar que significa problema
Um problema adorável
Uma adoração viciante
Uma adoração que é você
Você, que eu repetidamente menciono
Uma menção com um significado profundo
Um significado simples, porém poderoso
Um poder que é benevolente
Uma benevolência que combina com o sentimento
Um sentimento chamado amor
O familiar amor que, após chamado três vezes, se espera ser atingido
Uma esperança que me ilumina
Uma luz que é você
E com você vem o amor que termina a poesia.

DiSi

2 comentários:

  1. Nossa migs... Muito bem escrito. Vc desenhou o paraiso na pessoa amada. Como se ela fosse, ao mesmo tempo, pessoa e lugar, aconchego do seu sentimento.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Seus comentários são os melhores.
      Seus comentários são a melhor coisa desde a invenção do doce de leite ninho.

      Excluir