Páginas

Pesquisar este blog

domingo, 20 de dezembro de 2009

Ursinho Maravilhoso


Compre já o seu Ursinho Maravilhoso!!!

Parente dos ursinhos carinhosos depois que eles envelheceram, Ursinho Maravilhoso parece um cú torto ou um tomate desenhado no Paint! Só por isso nenhum dos seus colegas não o roubará, nem ousará brincar com ele! Não é maravilhoso? Não é MARAVILHOSO?!

Compre já o seu, por apenas...

Mas não é só isso, comprando seu ursinho absolutamente maravilhoso, você ganhará totalmente grátis, sem acréscimo nenhum, uma foto do urso maravilhoso ao lado dos ursinhos carinhosos e do Pooh, para colocar na sua penteadeira!

Não perca mais essa novidade de Jheezzebbelysz... a fábrica que faz tudo pra você!!!

O Ursinho Maravilhoso ainda:

* Não vai matar sua criança asfixiada, há medidas de segurança quanto a isso (ele solta os pêlos com o uso, assim acabará não tendo pêlos suficientes para que sua criança engasgue).
* Ele é vermelho, difícil de ser perdido.
* Vem com cinto de segurança, para não sofrer com impactos de acidentes de trânsito.
* Tem os olhos azuis, para que seu filho aprends a valorizar o que todo o mundo valoriza!
* Tem a textura original de abacate, uma exclusividade Ursinho Maravilhoso.

Por APENAS:

R$99,99


NÃO PERCA!!!

Seja feliz, seja pai, seja um ursinho maravilhoso!!!


***Atenção: Não deixe sua criança por muito tempo perto dos locais por onde esteve o Ursinho Maravilhoso, pois há riscos de alergia e/ou engasgue pelos pêlos deixados.***

Feliz Fantasma Novo


Feliz Fantasma Novo
(:Estrelando Diva)
Depois do pulo ( o que significa: clique em "Leia Mais").

segunda-feira, 16 de novembro de 2009

Todos Poemas

Cada toque da sua mão é um poema
Uma vibração musical que sobe e desce em meu corpo
Olhar você me tocando
É como olhar o mundo rindo

Olhar seu corpo é ver o universo inteiro de uma só vez
Esse seu corpo nu
Esse meu prazer completo
Te agarrar sem receio
Desenhar um zilhão de obras de arte renascentistas
Escrever vários poemas com nossos corpos
Inebriante

Sentir isso
Essa coisa, esse ato de divindade
Sexo com amor

Seu calor
É o mesmo calor das explosões atômicas
Usado para o bem

Sentir isso é como sentir
A paz mundial
Quando estou com você
É impossível acreditar que há algo não-certo em todo o infinito
Que eu devo dizer, é você, pra mim
Pois não há nada mais que me importe

Se importe comigo
Pois eu não me importo
Eu só me importo com você
Agora eu estou flutuando

Eu sou uma luz batendo numa nuvem
Eu sou o gosto de maravilha em minha boca
Eu sou a cor do seu cabelo pregada em minha mente
Eu sou a sabedoria que eu sinto ter
Toda a sabedoria
Sinto saber tudo
Me sinto a maior e melhor coisa do mundo
Pois sinto que não há nada além de nós dois
E somos um

O que eu sinto
Eu só posso escrever na sua pele com meus dedos
Desenhar na sua boca com meus lábios
Cantar nos seus ouvidos com minha língua
Sentir em você, comigo inteiro

Eu te amo!
É o que ouço os pássaros piarem, a terra ao ser pisada, o chiar do vento, todos os chiares do vento
Som é vento
E o vento só me diz que eu te amo
E me diz que você me ama

Agora eu sei
Eu sinto
Não, eu realmente sei
Não sei como, mas sei. E ponto.
Não há como você não sentir o mesmo
E de fato todos os poemas e esse
Não são nada perto o suficiente
Pra se dizer que falam do meu amor.

sexta-feira, 30 de outubro de 2009

Consicência de Exemplo e Nossa Consciência de Exemplo

"Nascemos todos macacos de imitação". Isso foi, am algum lugar, escrito, e eu li. E é uma frase que faz pensar. Pensar sobre andar comas pórpias pernas, e pensar sobre o que vem antes disso. Me leva a pensar sobre a influência que temos na vida de todos ao nosso redor. E na sociedade como um todo?

Nós nascemos, e desde que nascemos, tudo que fazemos é imitar. É imitando que aprendemos a falr. Imitando (provavelmente nossos pais e a babá), aprendemos a andar, a comer, a fazer de tudo. Então dizemos que eles são os nossos exemplos. Então, se tudo na nossa vida é ou auto-descoberta ou exemplos, então exemplo é 50%, o que significa que é uma coisa muito importante.

A prova disso é uma coisa chamada Cultura. Todo um país pensa igual. Uma cidade ainda mais igual. Uma, bairro, uma rua... quanto mais das idéias de alguém ouvimos, mais parecidos a essa pessoa estamos. Num grupo de amigos, impera o gosto parecido. Se entramos num novo grupo de amigos, gradualmente nosso gosto vai mudar suavemente. Ainda seremos nós, mas agregaremos coisas.

Por isso eu vou dizer uma coisa afiada e pontuda (sinônimos, verdade, mas pelo menos eu não dei duplo sentido e disse ser cilíndrica)! O mundo globalizado é egoísta, ou pelo menos tem sido. E tem sido burro também. Nós não nos importamos de atos que pensamos ser pequenos, como jogar lixo na rua, beber, fumar, trair... não pensamos nas crianças que podem estar vendo. Não pensamos na cultura que estamos cirando. Só pensamos em nós mesmos. Não temos consciência da importância do exemplo. Não tomamos consciência do exemplo que estamos dando. Nó só nos importamos conosco mesmos. Esquecemos que o mundo é globalizado e vivemos em sociedade. Criamos uma cultura de adultério, drogas, vandalismo e pequenos delitos, que depois com toda a certeza vai se voltar contra nós mesmos. Uma sociedade que vai atingir, além de nós, todas as pessoas que nós amamos.

Somos egoístas ao nos destruirmos sem pensar nas pessoas que vão ficar sofrendo por nós, que se importam conosco. Sem nos importarmos de darmos o exemplo da fraqueza. Fraquejar é fazer um elo mais fraco na humanidade. Todos somos um, toda a humanidade. Não é porque somos criados pra sermos egoístas que precisamos ser. Somos livres. Podemos fazer o que quisermos. Nós só não o fazemos por falta de crença.

Mas nós, os macacos de imitação, aparentemente, vamos continuar comendo bananas iguais a todo o resto, subindo em árvores iguais a todo o resto, destruindo tudo ao nosso redor iguais a todo o resto. Por isso eu acho que já é hora da raça humana acabar, parar de procriar e sumir. Quem sabe os macacos não se saiam melhor?

quarta-feira, 28 de outubro de 2009

A Cultura Escolar Brasileira

A educação do brasileiro tem que melhorar. Mas pra isso a´idéia de educação do brasileiro tem que melhorar. Nós temos que ser uma cultura de educação. Eu acho que falta ao brasileiro saber que educação não é só uma exigência pra ter um emprego melhor e poder cursar uma faculdade. E que ler é só uma exigência pra treinar a leitura. Escola serve pra sermos melhores pessoas. Pra evoluirmos. A convivência com outras pessoas nos serve pra nos descobrirmos e nos formarmos, formarmos nossas mentes. E os exercícios que fazemos na escola são exercício para nosso cérebro. Ele (o cérebro) precisa desses exercícios pra se desenvolver. E leitura não é só pra treinarmos leitura, serve pra que entremos em contato com um punhado de idéias novas, idéias colocadas em profundidade em páginas e páginas de um livro. Um livro que tem um tempo muito maior pra desenvolver um tema e pode desenvolver ele mais sem se toranr maçante por se tornar lento. Um livro nos faz adquirir mais conhecimento da nossa língua e das palavras, e linguagem ecrita é a mão de todas as linguagens. Através da linguagem escrita todas as outras artes podems er feitas. Portanto ter alta habilidade em lingua escrita é uma ótima habilidade. E ler não é uma coisa maçante e terível. Quem pensa isso é porque não encontrou ainda o tipo de leitura de que gosta.

quarta-feira, 14 de outubro de 2009

Auto-Marketing

Eu escrevo, além de poemas/poeais, histórias em prosa. Só que elas são longas demais pra serem postas aqui. Então vou colocar só uns trechos e descrições delas e link para elas em outro site.

Chutes da Vida
Um pequeno texto sobre mãe solteira. Coisa pequenina, mesmo.

Chama Alada
Distraído com essa conversa, ele esbarra em um garçom. Se olham nos olhos e Vini desvia como qualquer tímido faria. Mas o garçom estava com uma bandeja e a deixou cair.
Vini, como bom moço, o ajuda a catar os cacos e restos.
Vini: _ Nossa, que ótimo começo, Vini, já entra no bar vazio trombando com as pessoas!
O moço se apresenta: _ Melhor você parar de falar sozinho, já que você não está sozinho. Meu nome é Fabrício.
Se dão as mãos.
Vini olhando o chão: _ Eu te atrapalho, te ajudo, você me faz uma crítica construtiva... dois a um, ainda te devo uma.
Fabrício olha a cara dele, pegando ainda um caco no chão, para se abaixar, para olhá-lo: _ Tem certeza que não saiu de seu rumo procurando um convento?
Os Silenciosos
Uma história de terror.

Azharabul
Uma história de fantasia medieval.

A Ilha Esquecida
Uma aventura numa ilha perigosa, misteriosa e interessante.

O Fantasma da Casa
Uma comédia muito doidaaaaaa.
_ Diva. Eu morri aqui. Sou uma assombração. Mas não qualquer uma, eu sou uma aparição ectoplásmica de classe. Que tal? _
Marih: _ Que mais poderia dar errado? Eu to presa numa casa com um espírito chamada Diva que é mau-humorada, verborrágica e gorda. _
Diva brava: _ Mau humorada é a mãe e... gorda, você acha? _ Fica fininha.
Marih: _ Não acredito que estou conversando com uma espírita louca e intocável. Eu vou dormir. _
Sobe para o quarto. Deita na cama e vai dormir. Diva atravessa a parede e fala: _ Mas você acabou de acordar. _

Chuva e Sol

Minha citação bíblica
Mateus, escreveu a
História de Cristo
Minha história é contigo

Meu lugar
É contigo

Meu tempo
É aquele
em que você vive

Isó é uma comparação
de importâncias
Incomparável

Meus olhos no espelho
Refletem uma mor
Que se esconde no vazio

O banheiro vazio está cheio de lembranças
O mundo inteiro dentro delas
Só você eu vejo
Não lembro de mais nada

Ao te ver no enublado dia chuvoso, ví o sol
O brilho está escuro
E eu me enterrei
E espero forçaas pra me desenterrar
Então venha

As lágrimas quentes dos meus olhos
Esfriam o meu sangue

Não quero só beijo
Não quero só sexo
Nem só abraços
Quero sentimento
Não qualquer amor
A´penas o seu por mim

Não estou triste
É morte. Você e eu longe
Espinhos cheirosos
Rosa inalcançável
Será?
Espero estar errado.

Eu te amo.
Em monocromia e em cores.
Agora e sempre.

Nosso Momentos

Juntos
Os nossos momentos
Nosso íntimo segredo
Revelado por poucos

Vejo
Tantos jogos de palavras
Surgindo na minha mente
Sem eu nunca dizer

Sozinho eu fico aqui lembrando você
Então não vou mais lembrar só de você mas de nós
Por isso vou te dizer o que há entre nós
Amor (Eu te amo).

Juntos
Nada de tormentos
Fico com você sem medo
Quero tudo e mais um pouco (com você)

Vejo
Nossos jogos de ciúmes
São ciúmes reais
Me abraça agora, sem delongas

É. Tudo isso é tão fundo. É. Nada nos separa mais. É. Juntos como sempre. Isso é, como sempre deveríamos. É. Vivo a vida com você. Então, é, eu te amo e você me ama. E é verdade.

Então são nossos os momentos felizes que tenho.

Coisa Estúpida

Baby, agora
Eu sei que te amo tanto
Baby, agora
Meu lar que está quebrando meu coração
Lar que é o amor por você, baby
Essa corrente elétrica
Está passando por mim

Baby, agora o sol está brilhando
Tão cheio em meus olhos
Me diga que essas paredes
nunca vão se quebrar novamente
Me diga que o seu amor
Vai ser uma corrente
Uma corrente de aço me abraçando

Meus dois lados estão juntos agora
Pensando porquê
Eu te amo tanto
E não conseguem encontrar uma resposta
E não podem, não podem

Eu te amo tanto
E isso é uma coisa tão estúpida
Eu te amo tanto
E isso é uma coisa tão estúpida

Então me diga
Porque o céu está tão cheio de azul
E eu estou olhando sua face
Sua face sorridente
Face, face cheia da sua luz radiante
Face, face tão grande em sua felicidad comigo
Comigo, por mim

Diga-me porque eu sou
Tão parado, e tão rapidamente começo a me mover quando você está perto de mim
Te amo tanto e isso é tão estúpido
Te amo, mas é idiotice.

Agora quero dizer
que eu te amo mas isso é loucura
Porque você não me ama
Porque você não precisa de mim
Mas eu preciso tanto
Me diga porque...
Por favor vá
Eu quero ser eu, eu mesmo agora
Eu quero ser eu de novo agora

Te amo, que coisa idiota de ser!

Estou dizendo essas coisas mas porque quero que você diga
Tchau, tchau
A menos que você possa me amar
Se você me ama
Baby, apresse sua alma e me diga
Que isso não é uma coisa estúpida.

Negação

Eu não posso ir pra casa
Não me deixe tão longe
De você
Não você não pode me deixar ir (ir, ir)

Eu não posso viver com essa
Negação
Eu não vou deixar meu coração te expulsar
Doloroso (doloroso)

Fogo, fogo no meu coração
Luzes e escuridão bloqueando todos os sorrisos que eu ganhei de você, baby
Sorria para mim de novo

Assustado
De ficar tão pra baixo
Eu não me mato
Final assustador, solidão me prendendo no meu pesadelo
Como eu posso continuar, pensando em você desse jeito
Sentindo tão excruciante
Dor

Isso não é sobre você
É para nós estarmos
Em afirmação
Não imaginação
Tudo que eu temo não é morrer
É esta, oh, esta
Negação

terça-feira, 13 de outubro de 2009

Posso Sentir

Eu te amo
E não quero estar aqui
Se você estiver em outro lugar
Vou buscar sua prsença
Vou te encontrar em mim

Posso sentir sua pele vívida
Posso viver contigo nosso sonho
Posso sentir teu coração
como se meu coração também
Posso ver seus olhos e sentir amor

Todo este calor
Excita minha alma
Incita à beleza
É um ode mítico à perfeição

Ent~~ao sorria
Mostre-me nisso a beleza no universo
Sanidade nas santidades que criamos
Vida na morte

Posso então sentir um arrepio
Sentir um sentimento tangível
A densidade das estrelas é a nossa também
O amor nos torna astros
Posso sentir

Suspiro
Grito
E choro
Desse amor
Nesse amor
Por esse amor
Posso sentir, não há mais dor

Lá só há carinho
É estonteante acordar
Te sinto a milhas
Te sinto em minhas veis
Vejo-o assim, correndo por mim
Carregado por meu sangue
Levantando, assim, por ilusões
Ilusões nada menos que reais

Sinto seu toque
A mão viva crescendo meu ser
Pois ser só há a mim contigo
Sou seu
Sou eu, meu amor

Posso sentir o fogo
Ao ululante queimante que vibra
Em meu coração
E diz que não posso viver sem você
É que...
eu te amo!

Força do Amar

Uma voz ecoa ao longe
Sussurrando frases de derrota
E embora esteja longe
Apenas parece
Pois está aqui dentro
Eu apenas tentei não admitir

O tempo não pode ser apagado
E agora isso eu entendo
Nada por engano será desfeito
Nosso amor ficará marcado

Nosso sonho proliferou
A gente acordou
Um de nós morreu
Mas nada se perdeu

Num trágico acidente
Somos obrigados a fingir que fomos separados
Pois se criaram versos de morte
Maligna ironia fúnebre gargalhante

Confesso que duvidei
Mas agora te sinto ainda

Antes, por um instante
Estive pairante no ar
Logo ao receber a notícia
Mas o pesadelo do desespero trouxe exaspero
E eu te ví fundo em meu olhar

E então sorrí
E tive a impressão de que nós dois sorrimos
E agora vagamos juntos
Apenas esperando, só esperando
O espetáculo teatral terminar

E eu notei que estivemos juntos
Como estamos
E eu sorrí ao lembrar
De todas as atenções que nos demos

Eu sei do fator carnal
Eu sei do sonho ser irreal
Eu sei que nada sei

E agora escrevendo
Estou olhando em seus olhos
Seus ofuscantes olhos
Vendo que tudo de ruin
Não passa de miragem

E que em meu peito o que arde
Não é dor
É a chama sempre inaugurante
Toda fulgurante
E bem elegante
Nada errante
A glamurosa e galante amante
Força
do Amor.

Sorriso/Amor

Sorria
Me faça quente assim
Seja você mesma

Porque eu te amo como nunca
E nada me fará mais feliz
Quever seu sorriso

Haja com amor para consigo
E eu me verei bem
Porque seu bem é meu bem

Você é meu bem
Minha fortuna e minha fama
Tudo de melhor no mundo que há
pra mim é você

A brancura que sai de sua boca
É a pureza do meu amor
Porque é assim que eu sei que te faço feliz

Sempre volto a sentir isso
Repetição de um sonho bom
Uma coisa angelical viva.

Ria, meu amor
Eu sempre rio para você
Você me faz feliz
Sabe disso e eu quero que você vibre com isso

Meus lábios nos seus e seus nos meus
E as línguas quentes e saliva
A coisa do beijo caliente
Sorrisos antes e depois
Às vezes durante

Sua alegria é minha alegria
Significa que é nossa alegria
Nossa vida
Nosso amor

Mostre nossa felicidade ao mundo comigo
Estaremos só nós dois em um barco flutuante
Será assim quando nos abraçarmos
O resto do mundo é uma confusão avulsa agora
Só há nós dois, dois em um
Eu te amo demais, anjo amor!
Então sorrir é o que vai acontecer agora
Façamos por fora o que há dentro de nós.

DGAC

Sensação

Eu sinto gosto de ferro na minha boca
Deve ser dessa dor
Causada por isso
Que parece ser um prego enferrujado fincado no meio do meu coração

Eu sinto cheiro de sangue
Pois essa dor faz parecer
Que eu estou sangrando
Por um ferimento fatal

Eu sinto o tque da morte
Que fica me rodeando o tempo todo
Eu quero que isso pare
A dor de não estar com você

Eu vejo ferimentos na minha alma
Vejo com desespero
E não vão se curar
Pois são todo dia reabertos

Eu ouço as batidas do meu coração
Tão altas que parecem terremotos
Batidas sôfregas
Tão fortes que fazem, todo o meu corpo tremer
Parece que eu vou morrer
É como se eu estivesse doente
Isso é ter você por perto sem estar junto

O que eu sinto, vejo, ouço, toco é amor
Eu só sinto vida quanto te sinto, vejo, toco e ouço
Eu te amo

Basta um Beijo

Eu posso ser a pessoa mais feliz do mundo por um instante
É só receber seu beijo
Reacender minhas esperanças
Me transformar em luz, capaz de ser útil
Me mostrar que tudo de bom pode acontecer
E eu me sentir vivo
Basta um beijo
Só um. Só seu.
Pra ser uma tentativa de mudar alguma coisa aí dentro
Me fazer simplesmente esperar
Sem me sentir destruído
Sem eu ser cacos em chamas
Sem a tortura diária
Sem medo de morte minha por minhas mãos
Sem sangue no meu túmulo
Sem túmulo
Eu quero amor
Pra mim isso é vida
Nada de coisas sem seriedade
Eu quero tudo
E tudo pra mim é você
Basta um beijo
Pra me fazer o sol
Me mostrar Deus
Me fazer crer
Meu amor
Basta um beijo.

AFdSP

domingo, 11 de outubro de 2009

Espero, Esperei, Esperarei

Eu te amo
Nisso não me engano
Vou te esperar, não importa até que ano]

Te quero,
Querubin que esmero
Espero
Teu amor, pra acabar com a dor
de não te ter, perto de mim

É terno
E eterno
E não estar com vocÊ é o inferno

Eu preciso te confessar
Me livrar
Da culpa de não contar
Do frio no coração me libertar

Eu te amo, eu sei
Por ti choro e chorei
E por isso talvez morrerei
Amo, amei
Sempre amarei

Te espero, assim que souber
Do que eu sinto
Faça o que fizer
Pra ti eu não minto

Faço tudo
Não posso descrever
Mas agora afundo
Por não estar com você
Me iludo
Em te ter
Vou fundo
No sonho que é você

Não é outra coisa, é amor
Que causa dor
Que queima, mas preto-e-branco com cor.

sábado, 10 de outubro de 2009

Inferno

Eu quero ter coragem
de me matar
Suicídio!

Meu inferno de vida
Não permite
Amor, honra ou decência
Deus não permite
o amor que eu necessito

De volúpia eu me cerco
mas o fogo em mim
faz de mim
Um descontrolado

Se não me controlar
Vou ficar e ser insano
Louco e doido

Eu em vida estou morrendo
Sentimentos descerebrados
Irracionais

Meu corpo não me responde
os sentimentos se misturam
eu não sou mais
Meu

Eu preciso de alguém
Pra me tirar
Deste "Inferno de Amar"
Iferno de amor

Eu Amo
Eu Teso
Eu Paixão
Eu Nada
Eu Tudo
Tudo tão confuso
Nada certo.

Eu amo o que antes odiava
Motivado por ter me perdido
não tenho também coragem
pra por fim a esta loucura
me matando ou confessando

Me matar
sei que não quero
sei que às vezes penso nisso
Pena!

Deus não me ajuda
Destino não me ajuda
Eu não me ajudo
ninguém me ajuda

Vou me perdendo em meu coração
E meu oxigênio é Paixão.
Derivada do amor.
Paixão.

Triste Fim

Eu sinto
Eu sei
Eu te amo
E agora
Eu preciso de você
Para sempre eu tenho precisado

Estou te esperando
me abraçando
Odiando a verdade
E nunca perdendo est sentimento

Eu nunca te tive
como eu sonho
como eu quero
como eu preciso
Você me ama?
Me responda por favor
Por favor me destrua ou me reviva

Oh me faça uma pessoa real
Diga-me se você sente ou não
Diga o que eu ainda não sei
E eu nunca vou esqucer as palavras
Como eu nunca vou te esquecer

Você minha verdade
Minha própria vida é a morte
Uma morte que pode se transformar em uma vida vívida

Para explicar meu coração
Sua lembrança está dentro dele
Fazendo ele
Bater, chorar, gritar e
a dor me enchendo

Porque?
Porque eu não posso saber?
Eu vou morrer
Não sobreviver
Eu não estou vivo

Minhas lágrimas são tão fortes
como eu sou fraco por não te ter
Meu choro é tão forte
como eu sou pequeno
Decrescido pelo meu sentimento
Destruído por não te conhecer

Doce lembrança de quando te vejo
Maravilhosas noites são as em que eu sonho sobre você
E incrível é estar perto de vocÊ
Tão perto e tão longe
Tão perto do desespero
Tão perto de
Eu não sei o que pode acontecer.

Ano a ano eu estou ficando louco
Este sentimento apenas aumenta
Eu sou o amor por você; eu não sou mais eu.
Eu não sou meu.

Lágrimas de Sangue de Vermes

Com meus olhos tão fechados
Eu olho para o meu espelho
E eu posso ver você atrás de mim Mas você não está atrás de mim
Eu estou olhando para o céu
Não há um espelho em frente a mim
Eu não posso me ver
Mas eu posso ver o que eu sinto dentro

Eu sei que você me ama
Mas ainda não sei se eu sei de alguma coisa
Quando eu ohlo para meu sangue

Eu não posso esquecer o que você disse antes de eu morrer
Eu não posso esquecer o silêncio antes de minha morte

Eu estou numa caixa dentro da terra
Meu coração está batendo tão rápido e tão lento
Eu lembro que eu disse que te amava
Mas eu nunca disse nada
Porque eu nunca te encontrei em minha vida

Sem palavras
Eu posso escrever com uma caneta sem tocá-la
O nada que eu estou sentindo
Isto ainda está me matando

Depois de minha morte
Eu ainda estou andando para o abismo
Porque eu não morri
Porque eu ainda vou morrer
Uma centena de milhão de vezes mais

E você não pode me ver
Meu corpo sendo devorado por germes e bactérias
E isso é o que eu sinto

Então por favor
Eu estou chorando no meio do cemitério
Lá eu estou para sempre vivendo
Estou morto sem morte e sem fim
Olhe para mim no horizonte dos seus olhos
Então por favor, dizendo a verdade do seu coração, me liberte ... e
Me mate.

Nós Sabemos

Não vou chorar por fora
Vou acreditar na evidência de minha alma
Não na de meus olhos
E mesmo destruído vou arriscar a auto-destruição

Eu te amo
E isso é o que vou ouvir de você
Nós sabemos
É tudo tempo
Espera

Aqui dentro eu sei
E aí dentro você sabe
Somos nós, não você ou eu, nós
Juntos

Paciência é o que é necessário agora
Amor sempre foi necessário
Mas nós sabemos
o futuro
E o passado não importa

Eu te amo
E sempre esperaria
Mas não terei que aguardar tanto
Apenas aceite essa coisa boa

Acredite que o mundo não importa
Eu não quero nada alémd e você
Aceite seu amor por mim
Aceite seu sentimento sem discriminá-lo
Sem se importar com o que ele é
Pois é uma coisa boa
Mal nunca fará ou faria

Aceite tudo, a felicidade
E então venha
Me fazer e se fazer feliz
E mais, fazer o melhor pra nós dois

Acabar com o sofrimento e encontrar o paraíso.
Viver juntos felizes para sempre.
Acreditar nessa frase de lendas
Nós sabemos
É verdade.

DGAC

A Melhor Sensação

O amor
É ardor,
É fervor,
Dor,
calor...
cor.

O seus olhos
Tão profundos.
Lindos
De beleza infindos.

No verão
de emoção,
sinto a paixão
no meu coração.

No inverno,
que não é frio inferno.
E sim caloroso amor terno.
Amor eterno e fogoso.
Amoroso, maravilhoso.

Na primavera,
fico à espera.
De tu, que não vem,
amor igual amo meu ninguém tem.

Saiba
que embora o amor caiba
No meu coração
Transborda
como de bons uma horda,
do meu coração.

No outono.
Orações entono,
por meu querer.
Por você...
Te amar é meu dever.
Te amar é meu querer.
Te amar é o meu "ser".

Esta é minha melhor sensação.
Em todas as estações
Esta paixão.
No outono, no inverno, primavera e verão
São 4 sensações.
Que se unem em um sabor
O do amor.

Eu te amo,
e declamo
meu amo
ficarei à tua espera,
e este amor queima como uma ácida hera
Ficarei à tua espera...
Entre as estações
Para sempre te amando. E te amando te amo.

Escuro

Depressão
Eu sinto isso em meu
âmago
E vejo refletido
Em minhas lágrimas
Mesmo as que estão
dentro de mim

O que há errado
comigo?
Que há para que minha vida seja
um pesadelo?
O que torna de tudo à minha volta
o inferno?
Que tenho eu para não ser
amado?
E ter que suportar ver em meu redor pessoas com suas
paixões correspondidas?

Quando eu fui jogado neste
canto escuro?
Porquê eu amo?
Porque meu coração insiste no que só o leva
à dor?
Como suporto?

Eu amo
Sempre amarei
Amarei pra sempre
Esse amor enterrado no escuro
do meu coração
Esta recorrente corrente de desespero

Escuro que dá ódio do mundo
Escuro que gera inveja múltipla
Escuro que faz de mim sombra
Escuro que mata homeopaticamente

Escuro cheio...
de forças diabólicas que renego por amor.
de incontidas mágoas.
de cortantes lâminas sanguinolentas.
de desabafos em folhas de papel.
de sonhos que eu queria para
de sonhar; mas não consigo, de tão bons que são.

Vivo a me enganar.
Vivo vagando sobre possibilidades
não-confirmadas.
Vivo pelo amor.
Vivo sem amor.
mas querendo.
Vivo sem entender nada.

Sem entender o mundo
de pessoas-clones-cópias-xeroxes.
Mundo de sempre sexo e nunca amor.
Mundo de auto-anulação por auto-preconceito.
Mesmo mundo que não tem ninguém pra mim.

Ninguém pra ser só meu;
pra ser fiél; pra beijar; pra fazer carinho; pra ficar comigo;
pra m desejar; pra me tratar bem; pra me chamar de namorado; pra eu poder dizer que
é meu namorado a outros; pra querer ficar comigo pra sempre...

É a única coisa que eu quero.
Mas continua a me ser negado.
Eu sou rejeitado.
Dor que estripa meu coração.
Que estirpa minha alma
do que sou eu.. me torna ninguém... me tona nada.
Apesar da infinita necessidade de poder
Com extrema felicidade
Com vida
Dizer:
Eu te amo!

Garoto

Garoto me diga
Eu sou seu amor
Me diga que eu senti isso certo
Eu senti a coisa certo

Você é a pessoa certa
Meu único
Meu único amor
Meu, só meu

Me mostre que você entendeu
Eu estou dizendo que eu te amo
Você é meu número de sorte
Numa via de sorteadores

Eu estou dizendo, você é
Minha escada para meu céu
O céu que meu coração escolheu

Eu estou mostrando (para sempre)
VocÊ é minha probabilidade de 100%
De ser feliz

Deixe-me ser aquele que te faz feliz
Eu estu dizendo
Eu quero tentar
Eu vou fazer você feliz
Feliz como vocÊ nunca pôde imaginar

Eu estou contando
Eu estou me salvando
Porque eu te amo e você está fazendo isso

Eu estou seguro agora, estu completo agora
Eu estou sendo
Uma estrela no céu
Beijada pela minha esperança
Abraçado pelo meu amor
Meu coração é seu e você precisa tomar cuidado com ele

Estou dizendo
O que eu preciso dizer, e eu preciso dizer
Tudo que eu demonstrei
Não é o bastante e não está à altura do que eu estou sentindo

Yeha, baby, yeah!
Eu preciso chorar pra mostrar
Preciso gritar pra dizer
Abraçar o mundo pra mostrar como é grande
Segurar alto o Everest pra mostrar como é forte
Eu preciso de todos os dicionários pra explicar
Eu preciso de Deus pra entender
Apenas Deus pode me mostrar como alcançar esta compreensão
Compreensão do meu amor por você
Humanos não podem ser inteligentes suficiente
Coração ou cérebro não podem segurar a barra bem
Então estou tremendo, sofrendo, perdendo minha vida para isso
Sim, minha vida é você, e eu amo este fato
Minha vida é sua e eu sou seu
Eu amo ser sua propriedade
Então me pegue
Porque tudo que eu posso dizer é a verdade
A única verdade...
Eu te amo! Te amo tanto! Amor!!!

MVMdS

sábado, 26 de setembro de 2009

Passivo

Seu nome é meu anjo
Seu nome é minha luz
Sua missão é me ter, me possuir
E é nisso que desejo crer...

Todas as possibilidades
De um sim e de um não
Na Passividade de um talvez

Talvez a gente se encontre por aí
Talvez a luz dos seus olhos, mais uma vez
seja alvo de meu coração
E seja recíproco
minha Esperança.

Na passividade de um "e se...?".

E se eu te contasse?
e se você também me ama?
E se eu não tivesse te visto?
e se eu te beijasse?
E se o e se não existisse
Será que seria porque é tudo verdade...
...todos os meus sonhos...

E a biologia do possível
Esquecida no impossível de um amor
causa dor
Confusão.

Meus medos pra não te contar
Revolvem as mágoas do medo
Temor que não te voltes a rever jamais
Que fujas de susto, pra longe de mim.

Que fujas de susto, pra longe de mim.
Morro.
Morro.
Excêntrica excessividade de vergonha,
timidez,
Me afasta da "experiência" de Ti.

Ti
Doce querer
Ti
Meu amor

Que fujas de medo.

Podia ser...
numa praia em lindo dia de sol
Me afogo em meus sonhós
repito Teu nome
Me salva você, com um beijo, revelando a 8ª. maravilha:
"_ Eu também lhe amo! Quer namorar comigo?"
repito agora um:
"_ Sim!!! Sim!!!"

Meu sonho, meus medos, meu coração
Ai... que fujas de temor a este amor.

Alma Carente

Olha para mim
Veja quem eu sou
Se eu sou alguém
Talvez seja o ninguém

Diga para minha alma que morra
dia a ela que não devo amar
e que eu não sou o seu anjo
explique a ela que nada vai acontecer

Se um sapato não cabe em um pé
uma meia também não
a lã que fez esta meia
Foi insuficiente para ti pé

É como dançar valsa e escorregar
Você se levanta e fica tonto
Isso tudo é amar

Se amor é coisa de Deus
Amar não é para o homem

Estou vestindo uma roupa invisível
para me proteger
da chuva de meteoros
Que em mim está chegando.

Motos, carros, casas e você
Não tem o mesmo valor,
você é um sonho
Sonhos não tem preço
Sonhos não tem medo.

Meus sonhos
minha esperança
e tudo em que eu creio
Meu amor por você

Se te desse um papel
ele estaria em branco
Pra mostrar que o que eu sinto por você é indescritível e infinito

E tudo o que está escrito nesta poesia
Aumentado infinitas vezes
É o que está dentro de mim,
batendo cada vez mais forte,
me fazendo sangrar, e chorar, e gritar
Me espancando lenta e violentamente
Com prazer
Por lazer.

Talvez isso esteja escrito
em algum livro de um louco

sagrado sentimento de amor
que a minha alma não nega
E que a deixa cega!

Mais cego é ti que não vê.

A pergunta é...
quando isto matar minha alma
Ela se tornará espírito...
Continuo eu a viver?...

Espero

Eu vou estar esperando
Talvez por muito tempo eu espere por nada
Mas não seria ruin esperar alguma coisa

eu te amo
Só isso tudo importa
Nada do que nunca foi dito importa
Só o que pode acontecer

Eu sei que não sei se há possibilidade de você me amar
Eu sei que você não sabe quem sou eu
E sei que não nos conhecemos
Você não sabe o que eu sinto
Queria que soubesse
Não importa o resultado

Espero apenas uma talvez amizade
Não quero me matar
Queria, não mais
Não quero nada além do que foi pedido

Serei odiado?
Serei recompensado
Serei amado?
Não importa sim ou não
Só me importa meu coração

Eu sinto o que eu sinto
E te amo e me ressinto de nem saber o nome de quem é você pra mim
Eu amo quem amo
A razão não pode mudar isso

Me amedronto do que sou capaz
Já que esse sentimento me torna mais capaz
É tanto prendimento que assusta a liberdade

Quem eu sou não importa
Eu sou o que eu sinto
Espero o momento de dizer
Necessito saber
Aproveito tua visão
Mergulho em histórias pra adormecer a dor
Sonho contigo pra matar a saudade que sinto de te ver
Choro ao saber que sou grande em sentimento e não é sabido
Se ao menos você soubesse
Se ao menos eu me afogasse em depressão

Você seria meu arco-íris
Seria perfeito
Eu te daria tudo. Daria o que você quisesse
Faria tudo.
Tenho medo dessa "entrega".

Não sei exatamente o que sinto
Me assusta
É o maior que já senti
Você abafa tudo em minha mente, não penso direito, não penso em nada além de você, e dói a todo momento.

Em um espaço tão pequeno como onde moramos
Não sabermos quem é um ao outro é sinistro e irônico

Deixa eu me afogar em teu braço e me sufocar em teu beijo.
Deixa-me ser seu.

sexta-feira, 3 de julho de 2009

Bomba Nuclear

Uma nuke; eu vejo no céu
um ataque; vai haver no meu coração
Isto vai alto
É tão difícil

É um nuke
Uma bomba nuclear (tão gigântica)
(com) o poder do sol
Nós vamos ver mil raios explodirem

Porque eu vejo isso no que eu sou
Eu sinto isso dentro da minha alma
Eu vou perder minha alma, eu vou explodir
Se eu pensar em você
Quando eu penso em você

Eu sou uma bomba nuclear (sem cérebro)
um nascido nuclear (não tem destino)
Uma bomba nuclear (perto do fim)
Um boom nuclear (que vai balançar tudo)
Uma bomba nuclear
E você vai limpar minha tumba
Porque sou uma nuke

Isto bate; a música no meu corpo
de amor; eu vou sentir o sol no meu mundo
Eu vou brilhar
Eu não estou bem

É um livro
O livro do destino ( me disse)
Que nós nunca estaríamos longe
E suas palavras me enganaram

Flores floresceram e cresceram
Meu sangue quente foi todo seu
Eu senti o paraíso dentro de mim
Eu sei que eu estava lá
Asas abertas de anjos me abraçando
Abra sua mente para o amor
Não tenha medo de voar
Eu vi anjos em minha era
Fez feliz minha face
Eu sorri para minha vida
Mas agora estou destruído
Demônios vem para comer
O inferno está em minhas mãos
Eu estou sentindo gosto de carne humana
Eu sou um zumbi, um zumbí
Feito por este ataque
De uma nuke, de uma bomba nuclear
Eu sou uma bomba nuclear, não eu mesmo
Eu sou seu
Sou seu
Sou seu
Seu amor
Seu amor
Seu amor
Meu amor
Eu vou explodir, sem ter vida
Se você não vier aqui
Eu sei isto
Eu sou uma enorme bomba e só você pode controlar isto Você
Só você pode!!!

Fuga

Eu estou todo rachado
Quebrado
Arranhado
Gritando

Só não morto por ter esperança
Minhas dores dóem e a dor delas é dolorida em mim
Eu cairei em cacos
Para me restaurar para quebrar de novo
Eu fazia isso
Agora já não sei se sou capaz

Meu coração está em ventos em chamas
Meu corpo com uma imensa hachura o partindo ao meio

Sangue fluindo pelas arestas
Deixadas na minha alma
e lágrimas a formar poças no chão sujo dos meus podres restos decaídos

E a morte não me deixa
Mas tudo que eu posso fazer é esperar
O amor tudo espera e tudo supera

Tudo está tão parecido a um pesadelo
Real, como se eu tivesse morrido e estou no inferno
Será isso?

Jesus me salve
Deus Jeová
Guia-me
Pois me perdi no mar de trepadeiras espinhosas que se tornou minha vida
Caí num escuro abismo de desespero e cansaço

Medo do meu futuro
Queria asas para fugir
Me esconder
Me esconder até de mim mesmo
Leva-me

segunda-feira, 15 de junho de 2009

Que Fazer

Eu não sei mais o que escrever
Não há mais o que fazer
Eu queria que essa coisa desesistisse por um tempo

Oras ver o sol e me sentir grato por ele me permitir viver
Ver as estrelas e me sentir uma delas
Ouvir falar de anjos e ouvir sua voz no meu íntimo

Oras estar quente como o próprio inferno
Quente de maneira a lembrar ruínas
Mais áspero do que se imagina que uma dor pode ser

As chamas que queimam incendeiam minha alma com paixão
Sonhos vermelhos que mergulharam meus olhos em ácido
São sonhos perdidos

As lágrimas mataram-se em seqüência
Amargaram minha essência
Mas onde me levarão?

Eu estou esquecido num mar de iras entristecidas
Amassado pela minha esperança
Célere

Nada vai enxugar minha face o bastante
Nada vai amenizar as rusgas na minha crença
Essas feitas de farpas de palavras retorcidas

Eu quero ar pra respirar
Espaço pra andar
Cores pra ver
Calor pra sentir
Amor pra amar.

terça-feira, 19 de maio de 2009

AFdSP

Você me faz respirar
Me faz repente iluminado
Faz meu coração bater
E eu vivo

Sensação de vida
Só você me faz sentir
Eu sou o seu amor
E sou só eu

Pare esta vida sem isso
Acabe com esse não estúpido
Desligue suas defesas mórbidamente colocadas
E então venha
Voando, vívido, sorrindo

E vai ficar tudo bem
Tudo certo
Porque o amor faz as coisas perfeitas

Seja valente
Siga seu coração
Aponte seu destino, mire sua alma ao alvo
O ponto é sua alma se chegar à minha

Você me tenta
Porque eu te amo
Com tudo que você é, com tudo o que faz

Eu só quero me sentir te pertencer
Todo o resto não faz absolutamente nenhum sentido
Todo o resto é nada
E você é tudo. Tudo. Tudo.

Eu só sou eu com vocÊ
E você me ama, eu sinto
Parar de saber o que eu sei é impossível
Deixar de fazer a si mesmo feliz é errado

Aceite a si mesmo
Aceite seu interior, seus sentimentos
O universo vai nos ajudar
Nossos olhos, iluminados de sonhos de união, vão guiar um ao outro
Eu te puxarei de sua vida medíocre
Você me ejetará de meu assento seguro
E então estaremos os dois
Num mundo de vida
Num mundo de estrelas e calor
No nosso mundo perfeito de amor e felicidade verdejante.

AFdSP

Meus Caminhos

Eu me perco em mim por você
Meu vendaval denso e de grande altitude
Esses ventos de emoções

Já não sou mais eu
Estou sendo esse amor
Entre te obedecer, meu desejo
E ser eu, o que tento

Você chega
E eu paro de saber
Não sei o que fazer

Você se vai
Eu fico fazendo reflexões
Nossa relação

E me perco nesse amor
Tento não ser um escravo
Mas quero não resistir
E porque resistir a algo que eu quero?

Pra não me perder
Nossa relação ainda é matinal
Essa maçã do pecado está verde
Isso pode ainda não ser o mesmo amor em mim
Que há em você.

Estou me perdendo cada vez mais
Nessa confusão de coração e razão, na exclamação que é para mim tudo que eu relaciono a ti

Você é tão grande frente a meus olhos
Mas não pode me diminuir
Tente não fazer isso
Porque eu já perdi meu controle

Minha nave está a deriva
Num espaço de buracos negros e estrelas
Jogada e lançada por cometas feitos de palavras suas

Estou pegando fogo às vezes
Congelando às vezes
E nem sei o porque
Só sei a relação que isso tem contigo

Os caminhos de meu coração
Me levam todos a ti
De todas as várias maneiras
A cada batida
A cada fibrilação
A cada bombeamento de sangue

Todo o meu ódio
Todo o meu anseio
Toda a minha tristeza
...
Toda a minha atenção
Está voltada para você.

segunda-feira, 4 de maio de 2009

Declaração de Independência

Estou te amando
O fato de se aproximar de mim
O ato de me chamar

Os fios dos seus cabelos puxam meu destino
A textura da sua pele é por onde eu ando
As veias do seu sangue é por onde minha vida corre
Seu olhar é o espelho do nosso amor que vive em você

Cada curva do seu corpo me faz vibrar de emoção
como numa montanha russa
O doce perfume que vem de algum lugar do seu corpo (ou de todo ele)
É uma pista do futuro que nos é reservado
Entrelaçamento, não só de corpos, mas de existências
Quando nossos cheiros se misturam

Seu calor é o meu próprio sol
Só meu
Seus movimentos me indicam meu caminho
O seu gosto, pra mim, é o gosto da fruta do Jardim do Éden purificada

Todas as palavras, sílabas, letras, pontuações e exclamações que saem de sua boca
Só me dizem ternuras e acalentam em meus ouvidos o sonho de minha alma
Sonho que é você

A sua voz é um cantar de um pássaro real perdido nas profundezas misteriosas do céu azul
E me embala

As coisas que você faz, tudo que você faz, me afeta profundamente
Do jeito que você faz, me faz ficar maravilhado

As pessoas com quem anda despertam em mim ciúmes, mania de quem ama
As pessoas que andam com você despertam inveja, mania humana
Mas você ainda é só de mim, e meus sentimentos-manias são irrazionais

Seu jeito de vestir é meu jeito de pensar... em você

Tenho me amado quando estou contigo
Pensando, então, que a vida é bela
Agindo, então, com liberdade
Vivendo, então, o amor.

sábado, 2 de maio de 2009

Pequena Gênese

Quero falar
Do que posso ser
E me ir
Com clamor
Ter glamour

Estou amando
E isso eu não vendo
E assim agora vivo rindo
Me pondo
Nesse maravilhoso mundo

Perco meu ar
E só o que eu quero ter
É nunca ver-te partir
Seria angustiante pela dor
Um tour

Estou saindo do que tenho estado por toda a minha vida, nesse instante
Isso nunca acaba
Sendo lançado de lá pra cá kilômetros no céu
Tudo porque eu amo
Agora eu quero, mas nunca nada disso pedi

E agora está quebrando todas as regras.

sexta-feira, 17 de abril de 2009

Males do Mundo

Na da de orgulho
A não ser o de si mesmo
Nada de baixa auto-estima
Nada além de humildade
Tudo em auto-confiança

Pessoas orgulhosas nunca erram
Mesmo quando seus erros matam
Pessoas complexadas sempre erram
Mesmo quando o mundo renasce por suas mãos

Os erros do orgulho não podem ser desfeitos
facilmente
Os acertos dos fracos são destruídos por outrem
facilmente

Nada de não sentir
Erro humano comum hoje
Suprimir os sentimentos
Agirmos como máquinas
Pra não sermos substituídos por elas
Nós amamos, isso é o que faz de nós, também
O que somos

No confronto entre dois opostos
Que é tudo na natureza
Nossos sentimentos são incontroláveis
E a razão é toda nossa
E tenta controlar os sentimentos
E os sentimentos e a razão, em sua briga
Geram um resultado
Que é o que somos
Negar um dos lados é negar a nós mesmos e negarmo-nos aos outros
Desvirtuando-nos de nós, essa é a pior violência
Não sermos nós mesmos

A vida é pelo amor
Começa pelo amor
Se renasce no amor
E na morte acorda amores, sôfregos amores

Portanto, liberdade
Nos darmos liberdade
Acatarmos a liberdade
Liberdade que todos têm
E ninguém deve tirar
Liberdade que nós temos
E ninguém pode tirar
Liberdade comum, convivente

E paz
Que o mundo tem precisado
Por que brigar?
Bons que brigam estão errados; por si enganados
Toda briga só leva a perder
Mas se deixar ser vencido pode dar um exemplo
E exemplo é tudo

Crescemos macacos de imitação
Imitando todos à nossa volta
Que são nossos exemplos
Nos formam
exemplo é tudo

Então dos males do mundo
Talvez o menos
Seja o fim do ser humano.

domingo, 12 de abril de 2009

Arco-Íris

Amizade
Amor
Eu te amo
De dois modos
São duas vezes infinito

Eu te amo
Demais
É como se você estivesse em minha vida por um motivo
Me esperando
Pra me fazer confiar

E então não conseguir mais ficar longe
E sentir a presença sempre
Estar ligado
E continuarei, mesmo que eu morra

Irresistível
Tentação que é o nós

Inesquecível
É me sentir um anjo no céu, com você

Imperdível
É o amor

Eterno, infinito, imortal
Imoral
E moral
Esse nosso sentimento

E nossas sensações
Um pelo outro
Essa sensação de ser o que queremos
Fazer o que nos faz ser o que somos

Fazer o que queremos

Nos queremos

Nós sabemos

Nos bebemos
Bebemos um no outro energia
Vida, sorte, sonho e amor
E tudo isso se multiplica
Numa multiplicação com o infinito como resultado

Eu te amo
Tu me ama
Nós nos amamos
Conjugações de verbos
Que conhecemos bem

Esse é o nosso arco-íris
Misturar as nossas cores
Num vendaval que nos torna um só
Misturar emoção
Nos tornar luz
Viver lá no céu.
Nós só somos perfeitos
quando somos juntos.

terça-feira, 17 de março de 2009

Abra a Sua Janela

Alda ama Pietro. Pietro ama Alda. Há uma janela na torre do palácio do rei Pietro, de onde ele fica olhando toda a cidade. Dá pra ver o palácio de qualquer lugar da cidade. Há uma casa na cidade onde a janela da frente fica sempre fechada. Se ficasse aberta, Alda veria Pietro, ele a veria, e ambos se apaixonariam. Mas Alda fica em casa, com a janela fechada, reclamando da falta de homem.
Pietro ama Alda. Alda ama Pietro. Mas eles ainda não sabem disso, porque Alda é uma janela-fechada. Quando Pietro se caosu, Alda viu-o e se apaixonou, mas já era tarde, com Pietro não se encontrou. A esposa de Pietro se encantou com outr rei, matou seu esposo Pietro, pra descobrir que o outro era um gay. E Alda fechou a janela de novo, não viu o irmão do gay, que seria seu novo amor, que horror!

Felicidade

Embora ele não quisesse
Não importa o que fizesse
Mas não sabia
Que os ventos, nada os pararia

A cada dia mais enganação
Não pôde ler seu próprio coração
Mas uma simples visão
Fez brotar a emoção

Antes era um amigo
Mas seus olhos felizes
Revelaram no abrigo
da alma as raízes
de emoção chamada amor
E que esplendor!

Sentir-se amado
Mas como dizer?
Coração alado
Queria voar, mas sem machucar

Sentir-se apaixonado pela amiga
Sentir na amiga também tal emoção
Mas faltar coragem pra arriscar
Dizer "apenas contido, amigo
quero relação, séria razão
(arriscar a) razão da inrazão, que é o amor
Só contigo quero estar"

O que é essa vergonha?
Essa coisa de não poder contar
Se sonha,
Se quer amar
Por que negar?

Tentaste então, à menina falar
Mas terá ela quisto escutar?
E por falta de explicação mais pura
Ou por alguma loucura
Talvez um fingimento
Quem devia ouvir pareceu não entender
As coisas não são como deviam ser
Ah, sofrimento!

A tentativa de demonstrar continuou
O amor só aumentou
O coração só voou
Na emoção em expansão

E num impulso de dor
Usou de um meio de dicção atrasada
Para contar do amor, que tanto clamou
Mas isso não funciou
Não antes da hora errada

Meios atrasados chegam a
destinos erratos
Isso são fatos

E a pessoa que leu
Explicações não cobrou
Assim se sucedeu
Mas então a comunicação se recobrou

Na exlicação a verade cedeu lugar à mentira
Pra acalmar a ira
Mas isso não ia durar
No coração sempre há vontade de explanar
E de o amor que se sente, proclamar

E pra dizer o certo
Outro meio incerto
Deixou tudo em acerto
Pondo fim à amizade
coma pessoa errada
Irmão da menina certa,
Pessoa amada;
Ainda que tenha chegado ao fim
a falsidade

Mas o destinatário do sentimento
Que sentimento tambpem tinha
A verdade procurou
E com o consentimento
Que a verdade criou
Soube-se a sensação que vinha

Felicidade reinou
Ainda impera
Amor é só o que existe agora

O amor sempre vence
Não importa a hora
E ninguém o verdadeiro amor esquece
E isso só coisas boas ainda gera
O coração, no beijo, pulou
Ululou
É o fim feliz
Qu' sempre será
É o que acontece
Quando o fim o coração é quem diz
E nada mais há
Nenhuma mão contra jamais se erguerá

E não há fim
O amor não é derradeiro nunca, jamais
Amor é início
Sempre a isso se diz sim
Não importa a idade
Amor é de tudo capaz
E só cria felicidade

My Way Be

Quando meus sonhos quebrarem minha vida
O Amor é mais que fantasia?
Morfeu tem que me responder
Mas quando meus sonhos me destruirem
Vai você estar lá pra me salvar?

Meus sonhos negros
São meus melhores sonhos
Os pesadelos da vida presente real
O prazer futuro real
Ou irreal será?

A paz de espírito
É uma coincidência de idéias
Prevalescentes

Minha mente mata a minha alma
Ou será a minha alma a assassina?
Onde morará o amor?
Na paz?
Na guerra?
Na morte?

Não importa a minha maneira
Não importa a sua maneira de ser
Não importa o nosso jeito de amar?
Importa amar
Não me deixe assim que você descobrir
Que tudo o que você fez pra mim é um sonho
E é agora mais que um sonho realizado

O amor tras à mente lembranças
Mas apagou as que não a ti levam

Apague a luz se ela o cegar
Jogue a cruz se ela pesar
Me beije se precisar
Faça o que tem que ser feito
Só estou aqui pra te fazer feliz
Apenas tentemos

Não
Ou sim?
Ou talvez... um dia?
Não acalente minha esperança se não
Não acabe com tudo, se sim

Fogo queima aqui
Gelo me paralisa
Eu te ví agora
Se quiser, derreta o gelo e apague o fogo.

Paz de Sangue

Estou aqui no meio desse monte de bagunça
Esta bagunça que é o mundo
E dentro de mim o vazio
Que é você, nós

Nós não existe, é vazio
Isso pesa
Sangra, mata, destrói

Os nós da minha garganta
feitos por palavras suas que eu imaginei
mas não queria ouvir
Não ouvi, mas imaginei e já foi o bastante

Pra um mar de lágrimas
que derramei em segredo
no meu travesseiro cheio de sangue imaginário
De meu suicídio utópico
E você não nunca chegou a saber
Talvez nunca saberá

O mundo gira
e pra mim cai
Agora que penso em você
pois, infelizmente, pensei em te esquecer

As roupas dobradas no guarda-roupa
Sugerem companhia
Mas minha mente ignora os fatos
E junto de todos me sinto sozinho e isolado

Todos aqueles beijos que imaginei
Talvez não os tivesse criado
misticismo
Mas talvez se realizassem

Nos sonhos
Numa terra quente e fria
Nós calor e frio nunca nos encontramos
Será assim?

As folhas amassadas em algum canto da esperança
Dão origem à real imagem de cartas
Escritas e que amassei
Pois esperança assim é um martírio.

O ódio e a ilusão
Nunca se encontram
Mas meu ódio a mim
por minha ilusão de você...
E músicas esquecidas
Que me fazem lembrar o que eu tinha esquecido
Você, que realmente nunca consegui esquecer

O real não existe pra mim
Acredite, é nisso que eu penso
Podia ser verdade
Mas o real é pior que a ilusão
Quero viver meus sonhos
Mas a realidade me segura e prende
Eu podia não existir.

Buscando o Vento

Você sabe todos aqueles sonhos?
Vê todos aqueles espíritos?
É tudo só esperança
de que um dia o amor se concretize

É como alguém esperando alguém,
só que esse alguém já morreu
É como se trancar em um redoma
De vidro, de vidro

Cantando, dançando, Rolando
Passando o tempo
Buscando um vento
que leve a esperança
Andando de mãos dadas

Vestindo roupas de gala
pra fingir que somos pobres
a beleza de ficar amando
É o absurdo

Paradoxo do impossível, amor
Paradoxo do improvável
Hipérbole do Ser

Cantando, dançando, Rolando
Passando o tempo
Buscando um vento
que leve a esperança
Andando de mãos dadas

Estamos em frente a uma porta
Amando e buscando o dom da premonição
Saber o que há por vir e o "e se...?"


Isso é só o começo do Acontecer
Tecer a vida e querer
Ter de tudo do poder
Poder
Amor

Cantando, rolando, Passando o tempo,
Rolando no ar
Buscando um vento, um espaço, que eleve, leve a esperança
Andando, correndo, divagando de mãos dadas

Temos e não temos tudo e nada a perder
Tudo pode acontecer
Tudo vai se perder
Nas linhas de um tempo... Acontecer

Cantando, dançando, Rolando
Passando o tempo
Buscando um vento
que leve a esperança
Andando de mãos dadas, de mãos dadas

Cantando, dançando, Rolando
Passando o tempo
Buscando um vento
que leve a esperança
Andando de mãos dadas, mãos dadas

Eu Sou

Fogo
Queimando regras
Tentando trespassar paredes
Voando pelos ares
Um vulcão em erupção

Asas alvas abrem-se
Às minhas costas
Mas não são minhas
De meus sonhos
Que me carregam

Sorrisos me seguem
Amizades esquecidas
Passado
Vivo ainda aqui dentro
E dentro deles

Um cântico nórdico me acorda
Vindo das batidas do meu coração
Cujo vocal é o amor

E embora eu já tenha visto meus pulsos ficarem vermelhos na minha imaginação
Eu tento esquecer isso
Preciso deletar essa memória
E esse medo
De faze coisas sem-querer

Tímido
Pensando, nunca fazendo
Querendo, e então tentando
Não tentando, na verdade, o bastante
No confronto com essas minhas paredes

E a confusão que me acomete revela quem Eu Sou
Resultado da soma da diferença
Entre o que eu sou por querer e o que eu sou sem vontade
Entre meu racional controlado e o sentimental incontrolável
Resulta no resultado da eterna luta entre dois lados

Guiado sou pela minha emoção
Nada quero
Nada peço
Mas espero

Liberdade
É tudo o que eu sinto, é tudo o que sou, é tudo o que quero
Pensar todas as possibilidades
Nunca descer do muro
Afinal, pra quê escolher entre uma coisa?
Por que ter certeza de algo?
Eu de nada tenho

Viver
Ser perfeito
Tento
Viver
Ser feliz
Por viver
QUero
Fogo.

Verdade

Descanse em paz
Enquanto eu guerreio
A luta desesperada dos que ficam

Ninguém vai destituir de mim esse seu ar
Que ainda está vivo respirando aqui
Não vá

Eu preciso nunca esquecer
Nunca deixarei de te amar
É uma chama olímpica
Nunca apaga

Então essa é a verdade
O destino do homem é estar só
E as flores que deixei no cemitério
Nada significam

Estou agora num mundo destituído de significado
Nada aqui tem valor
A não ser sua imagem esvaescente na memória

Sua alma é sentida pelos meus sentidos
Que vão além dos cinco conhecidos
E me revelam o céu
Que é estar contigo

Não me sinto só
Mas a saudade é inevitável
Irrefutável

Não me deixe
Você deixou
Mas não deixa de existir
E eu me deixo levar
Até meu epitáfio
Que pode ser bem longo

A verdade real e absoluta é que
Mesmo que uma morte e uma vida
Terra e cimento
Flores e lágrimas
Pós-vida e nada
Mesmo que tudo isso tente nos separar
Eu já estou com você

Não há barreiras reais
Só uma necessidade de espera
Esperança
Fato que pertence à alma humana
Parte do instinto de sobrevivência

Mas o amor é da alma
A alma nunca morre
Morre,
palavra que quero ousar desistir de contabilizar
É, ela não existe mais no meu dicionário

Só o amor apaga palavras
Une existências
Reais e fátuas

Eu te amo
E amo a verdade
Essa verdade de que quem se ama é inseparável

Meu fantasma
Não te tenho terror
Eu quero estar aí
E vou esperar
Que chegue o momento da minha verdade.

sábado, 14 de março de 2009

Declaração de Amizade

Esta manhã eu vi um passarinho
Livre como eu queria ser
Pra ter coragem
E ir até você dizer algo

E dizer que apesar de você ser
Uma grande amizade
Eu te amo
Amor de amigo
Pois existem vários amores

Desafiar as convenções
Pedir pra conversarmos
Pra rirmos juntos
Junto com seus e meus outros amigos
Que se tornariam amigos em comum

Não que eu não confie na nossa amizade
É que eu queira convivência
Pois é fogo esta amizade aqui dentro
Não me deixa te esquecer

É uma declaração
E porque não uma declaração de amizade?
Para que alguém diga a um amigo após uma briga
Ou após um segredo escondido.
Ou eu dizer a você.

Quero lhe contar todos os meus segredos
Eu sei que parece estranho
Mas isso é pelas já mencionadas convenções

É raro um amigo enfrentar convenções
Mas não deveria ser
Se se quer ser amigo de alguém legal
Legal assim como você

Ser um dos seus melhores amigos
Um dos meus melhores amigos
Num lugar onde amizade verdadeira
É difícil de se conseguir

E só pra terminar
Isso são só palavras
Dizem a verdade
Mas pra alguém acreditar não são o bastante
Então em nosso mundo
É preciso assinar
Então eu assino
Meu nome
Paulo Azevedo da Silva Júnior.

Confidente Meu

Te quero em minha vida
Quero-te para mim
Amizade é tudo que me dás
Vida é tudo que significas
Eu recito a mim uma negação
Somente pra te ter por perto
Pra que tu me aceites
E então eu viva.

AFdSP

Diário Secreto

Estou me analisando
Sabendo-me mais louco a cada acordar

Sei minha inutilidade
Quando nada faço
Isso é inconfidenciável

E agora meu ciúme me mata
Ciúme do que tenho
Ciúmes do que quero ter
Inveja que não quero ter
Olado mal de existir
Que não quero saber
E acabo de desvelar

Ah, bucolismo!
Ah, impaciência!
Nível de letargia
Quero ascendência!

Quero quebrar os freios e me descontrolar
Bater e descalibrar
Talvez assim eu dê mais valor
À vida que ao amor.

Dor, dói, doeu e não pára
Estou impotente diante do espelho
As oportunidades passaram
E só agora eu sei que as queria

Nada é o que eu sou
Penso e continuo a pensar
Mas continuo inexistente
Invalidado
Pois não tenho conjugalidade

Desejo
Que nada tem por mim
E eu por muita coisa tenho

Eu sou único
Mas quero mudar minha vida
Mesmo que eu passe a ser mais um
Entre todos

Psicologia do ser
Eu quero ir morrer
E parar de sentir
O que o trabalho não sufoca
E tudo invoca

Quero me salvar
E quero ser forte, se preciso

Estou cansado de não me levar adiante
Até onde está o pouco que quero

Eu estou com medo
De minhas mentiras

E a rejeição
Que há no mundo
E busca me abater
Me leva na enxurrada

Deus
Crença
Na vida e Nêle

Me recomponho
De minhas quedas
E quero que o mundo pare
Pra que eu descanse

Por quê as pessoas fingem?
Mudam coisas que pareciam fixas
Nada nelas é imutável
Nada nelas é confiável
Mas eu ingenuamente confio

Agora, o que é o amor?
Querer o bem de alguém
Mesmo que signifique seu mal

Sigo meu coração
Ele me diz o que
Um Ser Superior espera

E a humilhação que age
Me enchendo de manias
Que preenchem meu orgulho
Mas não servem pra apagar a dor

O que sou, eu mostro
A superfície e nela
o profundo
E la, e aqui
Sempre
Eu quero muito viver.

Septicemia Sentimental

Eu tento governar meus sentimentos
Mas eles não conhecem política
Não tente me controlar
Não contente em me ter
Nem eu consigo me controlar

Você me tem em teoria
E eu não te tenho, nem tive, nem terei
Isso dói de modo assassinador

É um canto desesperado sem harmonia
É esperança desesperançada
E é contradição do que não é contraditório
É o amor o impossível, ilimitável

Se eu tivesse ti, meu amor
Seria a pessoa mais feliz do infinito
Seria uma overdose de felicidade
que não me mataria

Tenho em mim medo de não te ter
e tenho em ti esperança minha
Mas tenho em meu desejo minha tortura
Que amor é esse!

Meus olhos lacrimejam até mesmo sem saber
E eu temerei que nunca saiba disso
Como já temo
E tomara que quando deverei temer
Eu te tenha e não tema
Esperança doce e torturante que nunca acaba

Amor é
uma vela no fim
infindável
imortal
eterna
inacabável
infindável
inatacável.

Doce caravela de sonhos que de mim não se dispersa
Está se afundando infindávelmente comigo dentro
Morte lenta que não termina.
Meus sonhos se resumem a você
Meus sentimentos também.
E minha vida
Eu me resumo a ti.

Isso queima
Dói.
Mas seria tão bom...
"Seria" maldito!

Infelizmente acho que você não me ama
Não tenho como saber
Mas é um sentimento inflexível
Que não termina com um Não
Te Amo!

Saudade

Quando você foi embora
Eu me perdido que eu era
e nem sei mais o que eu fui
Mas já faz tanto tempo...

Mas já faz tanto tempo...
e eu não te esqueci.
Eu me esqueci
mas jamais a você

E eu não vou deixar-me esquecer
Tudo o que vivemos
tudo o que viveu minha "vida interna"
Eu achava que seríamos eternos amigos...
Você foi embora pra longe e
Me matou.

Mas já faz tanto tempo...
E eu continuo vivo
crendo que um dia
Nos reencontraremos

Eu te amo!
Meu amigo
Santo sentimento
Sagrada nostalgia
Santificadas lembranças...

Eu jamais vou esquecer
e nunca, Nunca vou poder dizer tudo isso
Quero sua amizade

Não fomos amigos como eu queria
Quanto eu queria
Mas espero que um dia seremos
e Espero que volte

tudo que vejo
em mim e sobre nós
é meu medo de não te rever
mas me apego a meu coração
Sempre serei seu amigo.

Mas já faz tanto tempo...
eu nem sei se te lembras mais de mim
Ou se me odeia
Mas tu está em minha veia
Veia da vida.

Nem que eu morra cem vezes
Esquecerei você
e Esquecerei que sem você
Eu não seria o que sou

E se todos os que já fizeram parte de minha vida
fazem parte do que sou hoje (me ajudaram nisso)
Então você é o que há de melhor em mim

Mas já faz tanto tempo... e eu ainda tenho...
...Saudade.

Ilumine

Eu não queria parecer
tão anormal
Quando eu ví eu te amava
Antes não sabia

Me pareceu mais um
Eu pensava amar quem não amava
Mas aí eu te vi
E em tempo
Conheci o amor

Quando eu vi eu te amava
Antes não sabia
Sei pois tudo que quero
Eu quero é ver você bem
(Ilumine)

Quero estar contigo
Mas posso te ver feliz
Sem eu ser feliz
Com outra
Não posso deixar
De te amar
E não posso desistir
Pois não consigo

Às vezes te vejo como
O Não
Aí eu choro
Não diga nada ainda

Espere-me terminar
Espere isso parar de doer
E diga se me ama
Ilumine

Sangue é o que corre em mim
E me carrega para o abismo
Me ilumine
Eu não vou desistir
Nem com sua negação
Nada pára meu coração
Hoje estou só imaginando
Mas preciso saber

A esperança de que me ama dói
Mas não vivo sem ela
Não vou desacreditar no amor
Você nada tem a ver com isso
É um sentimento meu
Sobre você, mas meu
Por você
Me ame se puder
(Como puder)
Sou seu escravo
Um servo sem-querer
Uma chance eu peço
A Deus
Mas não consigo
me enfrentar e tentar
Apenas tente
Ilumine, ilumine, ilumine

Almas Refletidas

Fogo e água
Terra e ar
bem e mal
O mar e amar
E amar

Amar é como dar uma flor
nascida na terra fértil do coração

Humus da alma
Reflexo da vida
Será irrefletido?
Será irreconhecido?
Será não-correspondido?

Dor e calor
Dor e calor, rima sem cor
Rima de ódio
ódio da vida
vida de amores

Olha aqui nos meus olhos; só
Pra ver que eu te olho
E pra ver que eu te quero
Que te amo, que te espero

Sinto minha dor
Sozinho
Abalado pelo fato de sentir esperança
nessa paixão

Dor e calor
Dor e calor, rima sem cor
Cheiro de flor no coração
O meu coração cheio de amor
Ah que sabor é esse ardor aqui debaixo do meu tórax
Entre meu pulmão
Coração, coração
Que emoção

Me enlaçou
não sei se me amou
ou ama
Me apaixonei
embriaguei-me de querer
E o que quero é mais querer
E não quero
Não quero
Não quero não querer

Dor e calor
Dor e calor, rima sem cor
Poesias de amor
Todas vindas do funda d'alma
Alma que chora e destila um ar rarefeito, sem vida
Respirar tristeza e morte
Morte lenta da alma

E cada vez que o meu corpo estremece
Estremece sempre que estás aqui
É por ti
Por ti e só por ti, ti, ti, ti, ti
Só eu sei e o sei é o amor, o o amor.

Melancolia

O sangue escorre da morte escondida dentro de mim
Me esfaqueando, matando
Quem a atraiu foi o amor,
o amor me prometeu traí-la,
e não o fez

Me faz chorar, me mutila por dentro
Se pudesse decaptaria-me deste sentimento
Ah, que dor, este não quisto suicídio lento
Lento, lento

Lágrimas nos meus olhos
Pus no meu espírito
Talvez eu esteja me violentando
O talvez é só imaginação, utopia
Estou me violentando
Me destruindo
Me demolindo
Pois assassinar este amor é assassinar-me a mim mesmo

Minha alma solitária
carrega as sementes da destruição
No amor está o apocalipse

Medo do medo
Não quero ter medo
Mas morro de medo de sentir o que estou sentindo
Eterna negação dolorida
Coração corroído
Cheguei ao fim sem morrer.

sexta-feira, 13 de março de 2009

Liberdade Total de Todos


As pessoas continuam fingindo ser quem não são

Elas continuam querendo controlar as vidas das pessoas

Continuam não aceitando o que outrem fazem

As pessoas continuam não aceitando que elas mesmas façam algo que os outros vão considerar errado ou mau, mesmo que de fato não seja

As pessoas ainda se controlam umas pelas outras

A humanidade ainda se regra por opiniões próprias, ainda não aprendeu a regra tão simples e óbvia dos direitos de um que terminam onde começam os direitos dos outros.

Mais que isso. Elas se prendem, tiram a própria liberdade, com medo de tirar a dos outros.

Hoje em dia, no mundo, as pessoas nunca fazem o que querem fazer, só fazem o que lhes é permitido por todas as outras pessoas do mundo juntas de fazer.

Todo mundo é vigiado o tempo todo. Fazer algo que seja diferente da maioria é assinar um acordo entre você e a humanidade de se esconder e de fingir ser quem não é. Um acordo de sofrer por ser quem é de verdade.

As pessoas do mundo, hoje em dia, ainda, depois de tanto tempo de existência, se escondem atrás de comportamentos estereotipados, relacionamentos superficiais com amigos e namoros, roupas sexy, desrespeito e escárnio.

Há um casulo protetor em volta das pessoas, todo mundo está fechado. Todo mundo renega o amor, a amizade, o afeto a um canto obscuro de si. Todos estão apenas dizendo apenas coisas ruins de outrem, brincando o tempo todo. Mas no fundo, isso são máscaras pra esconder o que realmente pensam. E as pessoas que servem de brincadeira fingem que aceitam e ríem de si mesmas, mas nem elas sabem que só ser ironizadas e satirizadas afeta suas emoções, mesmo que seja brincadeira.

Até mesmo em festas supostamente liberais, você não vê todas as pessoas fazendo o que realmente querem.

As pessoas, o mundo, a humanidade só faz as coisas que os outros querem e aceitam.

Fica a impressão de que ninguém manda em si mesmo. De que, prendendo-nos uns aos outros, prendemos-nos todos.

Quando isso vai acabar?

sexta-feira, 6 de março de 2009

Círculo de Fogo



O nosso amor é como um círculo de fogo
amor de amigos, queima, é o nosso jogo
Jogo de vida e prazer
Amizade é querer
O mundo precisa saber!
O mundo precisa dessa amizade.
E de ti me dá saudade.

O mundo é nosso
Um círculo sempre retorna ao início
Nunca termina. Pai nosso!
Vão acabar me internando num hospício,
de tanto te amar, é um vício

É amizade-paixão
é amizade-amor
dói no coração
E ao mesmo tempo é cor
Que sabor!

Círculo de fogo
Círculo de água
Já disse, é o nosso jogo
Jogo de águia
águias de fogo
Água e fogo que não se apagam-largam
Não se apagam

Nos complementamos
Nos apresentamos
Nós nos deciframos
Nós nos encontramos
nós não nos desentenderemos
Rememos e nos acalmamos
Em direção ao nosso mar gigante de Amizade
Ah, que de ti saudade!

Venha me beijar com um sorriso
Que com palavras te aliso
Não me esqueça!
Com um abraço, que nossa união nos aqueça.

Mais forte que o amor
Círculo de fogo
Mais prazeroso que pequena dor
Círculo de fogo
Mais forte que a paixão
Círculo de fogo
Não conhece a razão
Círculo de fogo
Inimigo do saber cultural
Círculo de fogo (amizade)
Melhor amigo do prazer lazer total
Círculo de fogo (dá saudade)
Amor-amar-você (Venha logo!)
Círculo de fogo
Você.. círculo de fogo
Círculo do fogo
Círculo de fogo
Fogo

Não se Assuste

Eu sei que isso parece perigoso
Eu aqui e a faca no meu pulso
Mas não se assuste
pois só quero sentir que tenho a minha vida em minhas mãos

É insano
mas se fosse você com uma arma na mão apontada para mim
Não faria a menor diferença
minha vida já está em suas mãos
E você nem me conhece

Não se assuste, porém
me ter não é grande coisa
Isso não é pra impressionar
É pra tentar Ter você pra mim
Embora não sei se desejaria a você
a mesma sensação
de não ser de si mesmo

Sabemos que o amor é invencível
sabemos que ele é o maior
Só não sei se terminaremos juntos
mesmo que essa seja a regra
Será que há uma excessão?
Não se assuste se for nosso caso
Eu já imagino que seja

A faca em meu pulso só entraria por acidente
Confio mais em ti do que em mim
Sei que talvez você não mantivesse essa faca ali
Na minha opinião não

pra falar sinceramente
o sangue escorrendo em minha veias me assusta
Não posso acreditar que estou vivo

Verdadeiramente
a podridão da alma degenera o coração
Infelizmente tenho alma boa

As batidas incessantes numa porta
Na minha imaginação
São suas
As pegadas de mãos molhadas em meu corpo são tuas
porque a imaginação é minha
mas a realidade não é de ninguém
E eu, já disse, não sou meu

Sei que não vou te dizer isso
Sei que não é porque eu queira
Me assuste
Diga o que quero ouvir
Apenas a verdade

sexta-feira, 27 de fevereiro de 2009

Anjos Entre Nós

Eu andei até aqui

E olho agora meu passado

Eu sei que tenho tomado caminhos errôneos

agora quero dizer uma coisa

é sobre

todas as divinas coias que acontecem

e como a vida é não tão má

talvez as crianças estejam certas e talvez



hajam anjos entre nós

anjos entre nós

anjos etre nós

você não vê

familiares, as crianças, o amor

e você não pode se esquecer que viver é uma maneira de você ser

melhor do que é



gelo queimando dentro de mim

você pode ver pelos meus olhos

o fogo que meu coração tem significa minha própria liberdade

e eu não posso

não posso desistir de todos os sonhos que quis todo esse tempo

eu rezo para os

anjos entre nós



anjos, anjos, anjos, anjos

sonhos que são tão doces

que você simplesmente não pode desistir deles

apenas cuide de sua crença



há pessoas entre nós

Deus está dentro de nós

medos vivem em nós

você não vê

sinceridade nos amigos, e o amor e os significados e

o melhor que eles são



você não pode ser

sinceramente um bom amigo, não um traídor

e tentar amar como puder

e esquecer que a vida é só um caminho

pra você saber quem é

se encontre

é tempo



há anjos entre nós

anjos entre nós

você não pode esquecer

que há anjos entre nós

Prisão

Eu estou aqui nesta prisão

que é meu corpo. Não consigo sair.

É feia, apertada, machuca, fere, dói.

É cheia de pedrinhas no chão,

e a aparência dói no coração.

O této é baixo e a parede corta.

A cama é de espetos e torta.

Para sair não tem porta.



Antes de ser preso entreguei cópias das chaves a certas pessoas.

Todas foram embora e me esqueceram aqui.

É solitário, ninguém me encontra.

É cheio de monstros que me estão enlouquecendo.



Mas é meu corpo, não posso sair.



Às vezes alguém me visita, fala comigo e vai embora,

sem me soltar.alguém percebe meu sofrimento, fala, não me deixa chorar

sem me soltar porém.



Isso pouco a pouco está afastando todos de mim.

Eu vejo todos indo embora e não posso fazer nada.



Isso está fragilizando minha alma e eu

não consig sair.

Esou me machucando.



Às vezes eu choro por qualquer coisa.

E quase sempre sem motivos.



Eu preciso sair e brilhar.

Esse lugar é pequeno e eu me sinto grande.

isso vai me matar.



Minha alma vai morrer de fome.

Tudo me consome.

É solitário aqui.

Vou me tornar uma pessoa fria e frívola.

E eu não quero isso.



Mas é culpa dessa prisão, deste lugar

Indo assim onde vou parar?



Penso até em suicído

e assim paro com esse himicídio lento.

Eu quero explodir e fugir, não consigo.

É mais forte do que eu.



E os que têm a chave não vêm me livrar, me esquecem.

E os que não tem a chave

e podriam forçar e me livrar

não percebem, ou fingem.



E eu fico aqui, preso em mim mesmo.

Não como uma pessoa,

mas como algo entre a vida e a morte.

Não me sinto vivo, nem sequer me sinto qualquer coisa.



16/08/2004

Esperança

Pense que sonhos são possíveis
Desenhe os seus
Que esse desenho seja o espelho de sua alma
Agora apague-o
Você está errado
Sonhos morrem.

Esperança é nunca desistir de algo
Esperar
Se se espera não acontece
Esperança é esperar algo inalcansável

Dor só é conhecida no amor
Desistir é acetar morrer
Estou desistindo agora
As lágrimas caem e molham o não
Antes impensável agora já imaginável
O não me consome

Tudo que eu queria e esperava ouvir
Agora esquecer
Tudo que eu podia dar ao mundo
Descobri não ser possível para minhas forças
Tudo que esperam de mim é falho
E tudo que o mundo podia me dar morreu

Morreu no momento em que aceitei não ser feliz
Sou agora apenas uma esperança que de lutar cansou
E de esperançar desistiu

Um dia eu sei, eu vou cair
Já por muito esperei esse dia
Pois já não agüentava esperar
Agora sinto minha dor me derrubar

Escrever é meu desabafo
Dor é meu castigo por desistir
Esquecer me é impossível

Leia nos meus olhos o amor
Verá que cansei de esperá-lo
Serei infeliz e sei e não mais importa

Nunca me foi possível amar e ser amado
Não me foi possibilitado o dom de despertar amigos
Não tenho nada de mais
Nem de mau
Mas bons também sofrem

Não peço mais nada
Mortos não pedem jamais
Não nego mais a mim a falha da crença
Não desejo mais sabedoria dos sentimentos de ninguém por mim
Nem quero desesperadamente terminar escritor
Nem quero terminar bem
Me conformo em terminar
E que não demore
Não, já não espero mais nada

Mas ainda tenho a tal maldita esperança, e dolorosa
Maldição!, eu quero ser salvo.

2005 Poesy' PJr

Doce choro

Salgadas lágrimas

Salgados sentimentos

Repito em coro e lástimas

Meus tormentos

Linda face

Vontade de acariciar sua mão

Quieto, calmo

Repito o empasse, infelizmente para mim esse amor não

Não me acalmo

Amor só

Sem reciprocidade

Em prantos

Repito o nó, nada em nenhuma idade

Peço ti a todos os santos

Quero amor

Sou apaixonado

Nunca vou saber

Repito: se me amará ou será sempre só dor, estou ilusionado

Prefiro me ilusionar que um dia vai acontecer

uma poesia

Meus olhos brilham

Nunca porém encontrarão os seus

Repito que nem sei o que neles lia, sei que me acalmam

Quero que sejam meus

Talvez importe

Não, não importa

Jamais o que eu queira

Repito, prefiro a morte que vida torta

quero Tudo que o coração esmeira

Espero tê-lo um dia

Nem que seja aos 65 anos

Ou mais

Repito que me ame e ria ou quero o fim de meus planos

Não sei se isso é demais.

Amor ou Nada

Leva-me daqui

Eu não consigo mais esperar

Esperar é sofrer agora

Agora que eu descobri

que o sopro do vento diz seu nome

Vou te buscar além-mar

Além-mim

Além-vida se preciso

Só pra te dizer

Que me lembrei de você

Ficar aquela tarde chuvosa vendo alua

Se beijando

Mostrando a tudo que o amor existe

Sem isso não sou nada

Não saio daqui sem minha vida

Que é você

Sem ela estou o nada

Eu sei

Minha vida é você

E eu te amo

E eu só vivo aqui

Te sentindo perto

Então apenas sonho

Lá das nuvens

O sol vem sobre nós

Exatamento, nós

E ilumina nosso sorriso

É, sorriso

E vê nosso abraço

Até sente inveja do beijo

E tudo o mais

Acorodo e vou me procurar

Dentro dos seus olhos

No coração da sua alma

Onde está o seu amor por mim

Eu vou aonde precisar ir

Com o que eu precisar ter

Faço qualquer coisa

Pra ver seu sorriso intimante

Se abrir pra mim

Me dê a mão

E corramos juntos pro mar

Independência nos espera

E escravidão ao amor

Doce escravidão um ao outro

A verdadeira liberdade

E assim brilhamos

Só assim eu sei

Que serei uma pessoa feliz

Ninguém vai dizer o contrário

Todos vão nota rque a verdade

Só pode ser e é o amor

O amor

Apenas venha e me pegue

Não precisamos de comunicação

Não quando a alma se toca

Sim, me levante

Ou eu te levanto

Não me lembro quem começou

Mas lembor que voamos

E vimos lindos anjos

E presenciamos o paraíso

O próprio Éden

Ou não

Não importa, pois é o que senti

Não importa se era real

Real é o amor

Todos sabem disso

E o que importa é que estamos juntos.

Um Só

Me afogo aqui agora nesse coração

Que palpita por você

Grita e só eu ouço

E só eu sofro

Mas eu te amo

E esse sofrimento é bom

E é o amor

E isso é tão lindo!

Lábios que se tocam

Almas que se completam

Sorrisos que se encontram

Corações que saltitam de felicidade ou saudade

Calor enorme vindo de sol interior recém-constituído

Eternidade eterna

É o que espero viver

Ver na natureza seu rosto em todos os lugares

Sonhar que nosso sonho é por nós sonhado

Essas coisas que ninguém explica

Te dedico toda a minha vida

Todo o eu

Me sacrifico nessa vida

Vida minha é o amor a você

Nada mais

Nunca o nunca mais

Sempre te amarei

E você é meu mais tenro prazer

O mais refinado

E de todas as verdade, a única real é que és o único

Meu amor

Vamos nos afogar um no outro

Fazer o que duas outras pessoas jamais fizeram

Chegar onde se duvida que alguém mais chegou

Apenas chore por mim uma vez

Apenas me beije uma vez

Apenas sonhe conosco uma noite

Se emocione só hoje com minha presença

E isto será por toda a via

Par ao amor não há retorno

Sem portas, janelas ou frestas

Apesar da hermeticidade

O amor entra

Nada o pára

Nada os destrói

Sem você, porém

Ele sofre querendo só te sentir

Só estar perto de você

E eu sofro com ele

Eu e ele somos um

Ele e você são um

Então apenas por hoje, por agora

Não me deixe

Não nos deixe

Não se deixe.

Deixe-se amar

E então seremos nós mesmos

Felizes...

Amando.

Tudo

Há um sol radiante dentro de mim

Minha alma encontrou a sua

E nessse encontro um novo início se deu no universo

Porque quando sua alma encontrou a minha

As duas sorriram

Estão rindo eufóricas até agora

atraindo as mais positivas energias

Trazendo o calor de ser o que se deve ser

O calor incendiante da felicidade

Olho nos seus olhos e só vejo céu

Se olhar nos meus, é o que verá também

Pois em nosso íntimo só existe amor

Em nossa volta, tudo vive

Só há nós no mundo para a gente

Esse é o sentimento

Isso é a idéia por trás de viver

Encontrar a coisa mais simples

Que será a melhor

Simples como apenas dois fatores

Comot em que ser.

Então... eu te amo!

E então... você me ama!

Assim... nós nos amamos.

Isso é absolutamente tudo.

É exatamente o infinito,

em todos os termos.

E já que é amor

Só há felicidade.

Like a Lion

Tanto tempo esperado

Mas o tempo é arranjado

E eu preciso de nós

Nós necessitamos

E se precisar

Tantas nuvens lá no céu

Se tornam cheias e negras e caem

Mas meu coração tem uma força

E se precisar

Como um leão

Eu vou lutar

Não vou desistir

Desse brilho do seu olhar

Lute também, sem pensar antes ou depois

Lá em cima os ol brilha

Brilha tanto, é tão forte

Como o nós

Tantos raios do sol

Se irradiam

A lugar nenhum

Que poderiam iluminar

Nosso caminhp

Mas podemos ser a noss

própria luz

Luz dourada

Como um leão

Com meus dentes

E os músculos

Comas garras

E atitude

Como um leão

Vou lutar contra tudo

E essa luz

Luz dourada

Do dourado de meus pêlos

Sou um gato

Somos gatos

Mas juntos somos leões

Olhe dentro de meus olhos

Veja a ferocidade do prazer de te ver

E o sabor do amor, como um bel bife cru

Sou um leão, sou seu leão

E om uma raiva bem felina

Como um leão

Vou lutar por realizar

Pra pularmos lá no alto

E saltarmos tão longe

E tão alto, que o universo é infinito

Nossa força

É só nossa

É a força

Da escalada

Da coragem contra o medo

Isso é fé

Isso é felicidade E eu

Vou lutar como o leão que sou.