Páginas

Pesquisar este blog

sexta-feira, 27 de fevereiro de 2009

Esperança

Pense que sonhos são possíveis
Desenhe os seus
Que esse desenho seja o espelho de sua alma
Agora apague-o
Você está errado
Sonhos morrem.

Esperança é nunca desistir de algo
Esperar
Se se espera não acontece
Esperança é esperar algo inalcansável

Dor só é conhecida no amor
Desistir é acetar morrer
Estou desistindo agora
As lágrimas caem e molham o não
Antes impensável agora já imaginável
O não me consome

Tudo que eu queria e esperava ouvir
Agora esquecer
Tudo que eu podia dar ao mundo
Descobri não ser possível para minhas forças
Tudo que esperam de mim é falho
E tudo que o mundo podia me dar morreu

Morreu no momento em que aceitei não ser feliz
Sou agora apenas uma esperança que de lutar cansou
E de esperançar desistiu

Um dia eu sei, eu vou cair
Já por muito esperei esse dia
Pois já não agüentava esperar
Agora sinto minha dor me derrubar

Escrever é meu desabafo
Dor é meu castigo por desistir
Esquecer me é impossível

Leia nos meus olhos o amor
Verá que cansei de esperá-lo
Serei infeliz e sei e não mais importa

Nunca me foi possível amar e ser amado
Não me foi possibilitado o dom de despertar amigos
Não tenho nada de mais
Nem de mau
Mas bons também sofrem

Não peço mais nada
Mortos não pedem jamais
Não nego mais a mim a falha da crença
Não desejo mais sabedoria dos sentimentos de ninguém por mim
Nem quero desesperadamente terminar escritor
Nem quero terminar bem
Me conformo em terminar
E que não demore
Não, já não espero mais nada

Mas ainda tenho a tal maldita esperança, e dolorosa
Maldição!, eu quero ser salvo.

2 comentários:

  1. Nossa, PJ...
    Definitivamente, vc escreve melhor do q eu...

    E essa poesia eh mto intensa...

    Eu quase acreditei q vc não tem amor nem amigos. Vc quase que me convence.

    Mas tuh tem viu? Os meus amor fraterno e amizade. (Epa, fui redundante, rsrsrsrsrs)

    Mas hein. Continue escrevendo assim q vc vai realmente muito longe...

    ResponderExcluir
  2. Sério... essa foi a poesia mais autobiográfica já existente... mas foi um momento assim... foi incrível como eu coloquei o momento no papel... só por essa poesia eu sou capaz de não ser modesto!

    Ela significa muito!

    ResponderExcluir